MELIPONICULTURA 06/06/2019 11:31

Botucatu recebe palestra sobre criação de abelhas sem ferrão na próxima segunda, 10

Foto: Divulgação

Na próxima segunda-feira, 10, às 19 horas, o Parque Municipal "Joaquim Amaral Amando de Barros", no Jardim Paraíso, recebe a palestra "Aspectos Legais da Meliponicultura: da regularização ao associativismo".  O evento, promovido pelos Criadores de Abelhas Meliponas de Botucatu e Região (CAMBO), tem o apoio da Secretaria Municipal do Verde.

O objetivo da palestra é fomentar e discutir questões relacionadas ao tema. A iniciativa será dirigida pela representante da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável do Estado, Carolina Matos e pelo representante do Instituto de Associativismo e Cooperativismo (CODEAGRO), Guilherme Araújo.

Tanto o grupo de criadores de abelhas, quanto o evento, são abertos a qualquer pessoa interessada. A palestra é gratuita.

MELIPONICULTURA
De acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a tecnologia consiste na adaptação de quatro modelos de caixas de criação, duas para espécies de uruçus (Melipona fasciculata, M. flavolineata, M. seminigra, M. fuliginosa, M. melanoventer, M. fulva, M. puncticollis), uma para espécie canudo (Scaptotrigona sp) e outra para duas espécies menores, jataí (Tetragonisca angustula) e mosquito (Plebeia alvarengai).

O sistema de criação em caixas racionais do modelo proposto pela Embrapa, causa poucos distúrbios à colônia e facilita a colheita do mel, tornando-a muito mais rápida e higiênica. A criação de abelhas nativas sem ferrão ou abelhas indígenas (meliponicultura) é uma alternativa para a agricultura familiar na Amazônia, pois auxilia na diversificação da renda, por meio da comercialização do mel e derivados, ao mesmo tempo em que preserva o meio ambiente, com a prestação de serviços ambientais, agregando valor à produção.

Mais informações
Parque Municipal "Joaquim Amaral Amando de Barros"
Rua Dr. José Barbosa de Barros, s/nº Jardim Paraíso
Telefone: (14) 3882-9959

(com assessoria)