AGÊNCIA14PREVINE 04/08/2018 19:03

Campanha sobre parto humanizado é realizado no Agência14News

Muito se fala sobre humanização do parto, mas poucos compreendem bem o que isso significa. Por isso, o site Agência14News leva informações através de especialistas para informar às gestantes sobre seus direitos e tudo necessário para que o parto não tenha problemas.

Não se trata de um tipo de parto, mas, sim, as suas características. É o respeito à mulher e à família em formação, em um momento tão especial de suas vidas. É o respeito ao bebê, que tem direito a um nascimento sadio e harmonioso.

O nascimento de um bebê é o momento mais esperado de uma gravidez e o desejo de toda mãe é que a chegada do seu filho aconteça de uma forma leve que envolva amor, afeto e respeito. O parto é um momento de grande intensidade, uma vivência que marca para sempre a vida de uma mulher. Neste momento, a mulher terá a chance de experimentar sensações e sentimentos que podem fortalece-la como mulher e mãe. A equipe de profissionais que atendem a mulher e seu (a) acompanhante devem promover o acolhimento e ofertar métodos para que o trabalho de parto e parto sejam ativos. Essas características marcam o parto humanizado, que por meio de diversos recursos, proporciona às gestantes mulheres e aos bebês o conforto e a segurança para aproveitar com prazer esse momento único.

Durante o trabalho de parto, a mulher tem direito a um ambiente sossegado, privativo, arejado e com a presença de seu (a) acompanhante. A cesárea pode ser importante e necessária para salvar a vida da mulher e da criança. Os detalhes que tornam o nascimento dos bebês mais emocionantes e acolhedores, a ginecologista Maria Belonia nos conta aqui:

 

Luz

O útero é um lugar escuro, e para que os bebês não sintam uma grande diferença ao chegar ao mundo, é possível criar um ambiente com uma iluminação fraca, semelhante a uma penumbra para a hora do nascimento. Essa opção é mais comum quando o parto ocorre dentro de um hospital.

Conversas

Os bebês escutam desde o terceiro mês da gestação, assim uma forma de acolhê-los, antes mesmo da sua chegada, é por meio de conversas, dizendo o quanto são bem-vindos, amados e esperados. Durante as contrações, essa mesma prática acalma mãe e filho e serve também para explicar ao bebê que ele irá nascer.

Colo de mãe

No parto humanizado, logo após o nascimento, o bebê é entregue aos braços da mãe ainda com o cordão umbilical intacto. O médico francês e especialista em recém-nascidos, Jean Pierre Relier, em uma de suas pesquisas, explicou que o contato pele a pele nos primeiros minutos de vida fora do útero tem grande importância para a vida do bebê, pois o permite recriar o ambiente sensorial e emocional com facilidade. Esse momento é um dos mais emocionantes e profundos do nascimento, por ser o primeiro contato direto entre mãe e filho e o início de uma nova fase de vida para os dois.

Música

A música tem grande poder em nossas mentes, corações e almas para gerar sentimentos, emoções e para marcar momentos especiais. Durante o parto humanizado, todos esses benefícios podem ser aproveitados para dar segurança, hospitalidade e alegria à família. As músicas são escolhidas pelas mães e podem ser incluídas no plano de parto.

Corte do Cordão Umbilical

Mãe e bebê estão conectados de várias formas, mas o cordão umbilical é a melhor representação física desse elo entre os dois. É por ele que o bebê recebe da mãe nutrientes, anticorpos e oxigênio. Nos partos humanizados, pode ser oferecido à mãe ou ao acompanhante a oportunidade de cortar o cordão umbilical. Para esse momento, espera-se de dois a três minutos para o cordão parar de pulsar, e após isso faz-se o corte.

Posição para ter o bebê

A melhor posição para se ter um filho está ligada ao conforto da mulher e pode variar de mulher para mulher. As posições agachada (de cócoras) e semi-sentada estão entre as mais escolhidas. A primeira, além de ser confortável, também permite ao pai ou outro acompanhante que participe de forma mais intensa do nascimento do beb&e