VILA DOS LAVRADORES 04/12/2017 22:59

População faz fila para conseguir vaga no Centro Saúde Escola

Fila no centro de saúde escola. (Foto: Abelardo da Costa Neto)

Uma fila que se estendia por mais de um quarteirão mostrava a ansiedade de pacientes em conseguir vaga para consulta na agenda de 2018 no Centro de Saúde Escola (CSE) unidade que faz parte da Faculdade de Medicina (FMB) da Unesp e funciona na Vila dos Lavradores, em Botucatu (SP).

Algumas agendas estavam sendo colocadas para março de 2018 devido à grande procura pelo serviço público de saúde.


Nota de Esclarecimento - "O Centro de Saúde Escola (CSE), unidade auxiliar da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), esclarece que nesta segunda-feira, 4 de dezembro, foi o primeiro dia de agendamento de consultas de pacientes da área de saúde do adulto para o ano de 2018. Os dias e semanas subsequentes também serão utilizados para a continuidade do agendamento".
 
O CSE informou ainda que os agendamentos para o exercício de 2018 serão realizados em conformidade com a necessidade de cada usuário.
 
A unidade cita que lamenta possíveis transtornos gerados à população nesta segunda-feira, 4 de dezembro, em virtude do tempo de espera para o agendamento e reforça seu compromisso de zelar pela qualidade do atendimento da comunidade (30% da população botucatuense recebe acompanhamento do serviço).
 
"O CSE está aberto à população de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 17 horas. Agradecemos a compreensão e nos colocamos à disposição", informou a Supervisão do Centro de Saúde Escola (CSE) da FMB/Unesp.
 

Prefeitura quer unificar agendamentos

Andre Spadaro, secretário da saúde de Botucatu disse que procurou saber com a coordenação do CSE sobre o agendamento que passou por várias mudanças, mas que hoje também não está muito adequado.

"As consultas são de rotina. Para problemas mais urgentes há vagas extras diariamente e retaguarda do pronto-socorro se for urgente. Vamos repensar os modelos de agendamento para 2018. Historicamente cada unidade tem um processo de trabalho distinto, as que são da prefeitura, as da UNI e as do CSE. Queremos uniformizar e propor um processo mais prático para população, sendo ideal de forma eletrônica, por aplicativo, central telefônica. Vamos estudar e redefinir", finaliza.

O vereador Abelardo da Costa Neto divulgou em sua rede social que esteve no local, mas que havia pacientes de outras cidades com endereço de Botucatu. "Tinha muitas pessoas de outra cidade que usam o endereço de conhecido de Botucatu para serem medicadas aqui", escreveu.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)