LIGA DO BEM 19/05/2019 09:53

Égua estava doente esperando para morrer, porém foi resgatada após ser descoberta

Égua recebeu cobertores e fogueira.

Erika Liao Tiago da ONG Liga do Bem de Botucatu relata a história de uma égua que foi abandonada doente no escuro e frio, e ao ser descoberta foi resgatada em estado grave. Ela faz um alerta que mais animais estão morrendo. 

Parte 1

Esta égua foi encontrada por uma anja, no dia 17 de maio, abandonada no meio do mato, desnutrida, a anja pediu ajuda a diversos meios mas não foi atendida.

A égua estava deitada no mato molhado, gelada, provavelmente prenha, ela arrumou cobertores, plásticos e espumas para deixá-la até conseguir ajuda, fez fogueira, mas a chuva apagou.

O local onde a égua estava era distante (próximo ao Faxinal - 45 minutos da cidade).

Ela teve que ficar a própria sorte. Correndo o risco de ser atacada por urubus ou predadores. 

No dia 18 de maio pediu ajuda da Liga do Bem e fomos até o local para saber o que estava acontecendo, quando chegamos, apesar dela não ter forças,  relinchou, feliz por ver a anja que iria salvá-la.

 

Parte 2

Chegamos lá às 16:30h. Após muitos contatos, conseguimos um Munck com a ajuda do Palhinha Rodrigo, acendemos fogueira pois não havia nenhuma luz no local e já era noite, a Unesp só iria receber até as 19h e o desespero era total pois não íamos conseguir. Ela não ficava em pé, o que dificultou mais o resgate.

A "dona" do cavalo apareceu, disse que ia levar a égua (numa Montana). Era impossível, eles cogitaram a ideia de matá-la a pauladas ou tiro 😠, pois disseram que não íamos conseguir e que os gastos NÃO COMPENSAVAM 😔. Meu Deus!! Quanto vale uma vida?? Para aquelas pessoas, nada, já que nem alimentavam essa pobre criatura.

Mas a nossa luta é salvar, não importa quanto custe, não importa os meios e nem as condições, estávamos ali e ela viria conosco.

A dona foi para a Unesp, abrir a ficha da égua e fazer o show de "Maria arrependida" dela. Ela culpava o caseiro e o caseiro culpava ela.

Conseguimos içar, e acompanhamos a égua até a Unesp, também em cima do caminhão, para garantir que ela não se machucasse.

Chegamos na Unesp quase às 20:00h fomos proibidos de entrar como ONG, provavelmente pela dona da égua,  apesar de ter feito tudo para salvar. Mas ela foi muito bem recebida e já atendida na emergência por uma equipe de 8 veterinários, com todos os procedimentos necessários para salvá-la.

Nossa parte foi feita, agora queremos que a justiça se encarregue de puni-la.

No local existem mais animais morrendo pela fome ou pelo abandono, o burro já quase sem as orelhas de tanto carrapato, o cavalo picado por abelhas que só espera a morte, e outros que passam fome, pois essas pessoas só querem "ter" o animal e não pensam nos gastos.

Estão dentro das chácaras e não temos acesso, só soubemos das histórias, é cruel, é desumano.

Os animais de grande porte são frágeis, sofrem e não sabem pedir ajuda! Até quando iremos nos omitir dessa crueldade?? — com Oladis Casagrande e Paulo Roberto Thiago.

Ajude a Liga do Bem! 

https://www.facebook.com/groups/Aligadobem/?ref=share

(Do Agência14News com Erika Liao Tiago)