7 DE DEZEMBRO 05/12/2017 16:56

Encontro sobre Acidentes Causados por Animais Peçonhentos

Foto: Divulgação

Na próxima quinta-feira (07), Botucatu realizará o I Encontro "Acidentes Causados por Animais Peçonhentos". O evento é organizado pela Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu, Grupo de Vigilância Epidemiológica da Saúde do Estado de São Paulo e Núcleo Hospitalar de Epidemiologia da UNESP de Botucatu, com o apoio do Centro de Estudo de Venenos e Animais Peçonhentos da Unesp de Botucatu (CEVAP).

No Encontro, que será realizado no Parque Tecnológico de Botucatu, os participantes terão a oportunidade de se informar sobre as normativas, características dos animais peçonhentos, além de cuidados e orientações. No período da manhã, serão ministradas palestras sobre o tema. Já no período da tarde, está programada uma visita ao Museu/Serpentário do Centro de Estudo de Venenos e Animais Peçonhentos da Unesp de Botucatu.

O objetivo do encontro é atualizar os profissionais de saúde dos municípios da regional de Botucatu sobre os aspectos clínicos e epidemiológicos causados por animais peçonhentos, como abelhas, vespas, escorpiões e aranhas.

Os acidentes causados por animais peçonhentos, em particular com cobras, foram incluídos pela Organização Mundial da Saúde na lista das doenças tropicais que atingem, na maioria dos casos, populações pobres que vivem em áreas rurais. Os casos têm sido registrados com frequência pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), que tem preocupado as autoridades de Saúde de todo o país.

A partir das análises dos dados do SINAN, a vigilância epidemiológica é capaz de identificar a quantidade de soros que devem ser distribuídos às Unidades de Saúde, além de determinar pontos estratégicos de vigilância, estruturar as unidades de atendimento aos acidentados, elaborar estratégias de controle desses animais, entre outras ações.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(com Assessoria de Imprensa)