CRIMES SEXUAIS 05/12/2017 17:58

Neste ano, de janeiro a outubro, estupro contra crianças disparou de 6 para 26 casos em Botucatu

Viatura em frente à delegacia da mulher de Botucatu. (Foto: Arquivo)

Botucatu (SP) teve aumento de casos de estupro de vulnerável - geralmente contra crianças ou pessoas com deficiência - de 6 para 26 casos nos 10 meses analisados no comparativo entre os anos de 2016 e 2017.

A informação está no balanço da Secretaria de Segurança do Estado que leva em conta os boletins de ocorrência registrados nas delegacias da cidade.

O caso mais recente foi de um homem que foi preso na cidade acusado de abusar de uma enteada de 11 anos no dia 27 de novembro. Ele negou o crime.

Umas das explicações que tem sido apresentada é que pela lei atos libidinosos não eram considerados estupros que agora é gerado um acréscimo nesse tipo de delito que passou então a ser classificado desta forma. Mas, mesmo assim, é um número que pede maior atenção de uma política de prevenção e enfrentamento ao problema.

Já em relação aos estupros em geral - contra mulheres principalmente - os casos aumentaram de 37 para 39 casos na análise de janeiro a outubro entre os dois anos.

Na sexta-feira (08), a Guarda Municipal vai anunciar um programa chamado Maria da Penha para enfrentar os casos de estupro na cidade através de orientação, atuação e acompanhamento de casos.

Em uma audiência pública na Câmara de Vereadores feita recentemente, foi solicitada uma delegacia 24 horas, o que foi colocado pela delegada da cidade como impossível devido a falta de pessoal. A cidade tem um conselho municipal que tem solicitado melhorias no atendimento às vítimas.

Apesar desse número de aumento de estupros contra crianças ou adolescentes, a cidade foi considerada no geral - entre as com mais de 100 mil habitantes - como a sexta mais segura do Brasil, segundo o IPEA (Instituto de Pesquisa Aplicada).

O estudo considera o nível de violência levando principalmente como critério a soma da taxa de homicídios e de mortes violentas por causa indeterminada, informou o site Yahoo.

Em primeiro lugar entre as mais seguras ficou Jaraguá do Sul e segundo Brusque, no Estado de Santa Catarina, em terceiro Americana (SP), Jaú (SP) em quarto, Araxá (MG) em quinto lugar, Botucatu e Bragança Paulista (SP) em sexto, além de Jundiaí na sétima colocação.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)