SEMANA DA MULHER 11/03/2018 09:43

Coletivos feministas e mulheres sem-terras fazem manifestação no centro pela igualdade de direitos

Mulheres em passeata no centro de Botucatu.

Na semana em que se comemora o dia das mulheres grupos formados por jovens, coletivos feministas e em maioria, integrantes sem-terras do MSL - Movimento Social de Luta, realizaram uma manifestação no centro de Botucatu (SP).

A Polícia Militar acompanhou fazendo a orientação do trânsito com uma viatura durante o percurso e não foram registrados problemas.

"Com essa marcha as mulheres de Botucatu mostram a importância de toda a sociedade entender que o feminismo não é uma luta por sobre o machismo apenas, mas uma luta pela igualdade e dos direitos das mulheres, e também contra a violência de gênero que as mulheres vem sofrendo há muitos e muitos anos. É uma maneira de mostrar para Botucatu que o feminismo só quer a igualdade de direitos e o fim da violência de gênero", disse Beatriz Stamato ao site Agência14News.

O grupo fez uma caminhada desde a Igreja São José da Avenida Dom Lúcio e se estendeu pela Rua Amando de Barros até a Praça Coronel Moura (Paratodos).

Acampamentos - Na mesma semana, a justiça determinou a saída das famílias que estão em área invadida ao lado da Ceagesp no distrito de Rubião Jr.

A coordenação disse na sexta-feira (09) ao site Agência14News que ainda não foi notificada, mas que deve recorrer, sendo que a primeira reintegração o grupo já está tomando providências.

A primeira reintegração seria da CDHU onde o MSL já recorreu e a outra da Fazenda do Estado que ainda o grupo não foi comunicação. A Polícia Militar também informou na sexta-feira que não tinha sido comunicada.

 

Leia também - Justiça determina reintegração de posse em área invadida por sem-terras em Rubião Júnior.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News - Fotos: Divulgação)