COLUNA INGENARE 01/09/2016 15:25

Diego Pelícia e a Manutenção Preventiva

Olá amigos do site Agência14news. No texto da coluna “Ingenare” desta semana vamos continuar falando sobre a Relação entre a Manutenção e Qualidade de Produtos. Vamos lá? Boa leitura a todos!

Manutenção e Qualidade de Produtos parte V – A Manutenção Preventiva
Diego Pelícia
Especial para o Agência14News

A manutenção preventiva obedece a um padrão previamente esquematizado, que estabelece paradas periódicas com a finalidade de permitir a troca de peças gastas por novas, assegurando assim o funcionamento perfeito da máquina por um período predeterminado.  O método preventivo proporciona um determinado ritmo de trabalho, assegurando o equilíbrio necessário ao bom andamento das atividades.

O controle das peças de reposição é um problema que atinge todos os tipos de indústria. Uma das metas a que se propõe o órgão de manutenção preventiva é a diminuição sensível dos estoques. Isso se consegue com a organização dos prazos para reposição de peças.

Assim, ajustam-se os investimentos para o setor.  Se uma peça de um conjunto que constitui um mecanismo estiver executando seu trabalho de forma irregular, ela estabelecerá, fatalmente, uma sobrecarga nas demais peças que estão interagindo com ela. Como consequência, a sobrecarga provocará a diminuição da vida útil das demais peças do conjunto. O problema só pode ser resolvido com a troca da peça problemática, com antecedência, para preservar as demais peças.

Em qualquer sistema industrial, a improvisação é um dos focos de prejuízo. É verdade que quando se improvisa pode-se evitar a paralisação da produção, mas perde-se em eficiência. A improvisação pode e deve ser evitada por meio de métodos preventivos estabelecidos pelos técnicos de manutenção preventiva. A aplicação de métodos preventivos assegura um trabalho uniforme e seguro.

O planejamento e a organização, fornecidos pelo método preventivo, são uma garantia aos homens da produção que podem controlar, dentro de uma faixa de erro mínimo, a entrada de novas encomendas.  Com o tempo, os industriais foram se conscientizando de que a máquina que funcionava ininterruptamente até quebrar acarretava vários problemas que poderiam ser evitados com simples paradas preventivas para lubrificação, troca de peças gastas e ajustes.  Com o auxílio dos relatórios escritos sobre os trabalhos realizados, são suprimidas as inconveniências das quebras inesperadas.

Isso evita a difícil tarefa de trocas rápidas de máquinas e improvisações que causam o desespero do pessoal da manutenção corretiva.  A manutenção preventiva é um método aprovado e adotado atualmente em todos os setores industriais, pois abrange desde uma simples revisão – com paradas que não obedecem a uma rotina – até a utilização de sistemas de alto índice técnico.  A manutenção preventiva abrange cronogramas nos quais são traçados planos e revisões periódicas completas para todos os tipos de materiais utilizados nas oficinas. Ela inclui, também, levantamentos que visam facilitar sua própria introdução em futuras ampliações do corpo da fábrica.

A aplicação do sistema de manutenção preventiva não deve se restringir a setores, máquinas ou equipamentos. O sistema deve abranger todos os setores da indústria para garantir um perfeito entrosamento entre eles, de modo tal que, ao se constatar uma anomalia, as providências independam de qualquer outra regra que porventura venha a existir em uma oficina. Essa liberdade, dentro da indústria, é fundamental para o bom funcionamento do sistema preventivo.

Finalmente, para se efetivar a manutenção preventiva e alcançar os objetivos pretendidos com sua adoção, é necessário dispor de um período de relativamente longo para contar com o concurso dos técnicos e dos dirigentes de alto gabarito. Isso vale a pena, pois a instalação do método de manutenção preventiva, pela maioria das grandes empresas industriais, é a prova concreta da pouca eficiência do método de manutenção corretiva.

Na próxima semana eu volto com mais um texto abordando o assunto de manutenção e qualidade dentro de uma empresa, sala de aula ou em um bom bate papo. Tem alguma duvida ou sugestão? Nosso canal de troca de informações é o dpelicia@gmail.com. Ótima semana a todos!

colunistas

DIEGO PELÍCIA 16/11/2017 14:05
COLUNA INGENARE 09/11/2017 14:41
COLUNA INGENARE 05/10/2017 14:13
COLUNA INGENARE 21/09/2017 16:03
COLUNA INGENARE 07/09/2017 13:05
COLUNA INGENARE 03/08/2017 12:25
COLUNA INGENARE 27/07/2017 15:42
COLUNA INGENARE 20/07/2017 11:41
"COLUNA INGENARE" 19/01/2017 10:32
COLUNA INGENARE 08/12/2016 15:17
COLUNA INGENARE 10/11/2016 16:16
COLUNA INGENARE 03/11/2016 15:58
COLUNA 27/10/2016 13:56
COLUNA INGENARE 30/09/2016 11:54
COLUNA INGENARE 22/09/2016 14:16
COLUNA INGENARE 14/07/2016 18:17
COLUNA INGENARE 23/06/2016 16:43
COLUNA INGENARE 16/06/2016 10:20
COLUNA INGENARE 09/06/2016 10:38
COLUNA INGENARE 26/05/2016 15:34
Colunista 123