POWER RACING NEWS 30/05/2017 09:01

Fórmula 1, 500 milhas de Indianápolis, Copa Truck, novidades da semana e Volta Rápida com Reinaldo Filho

Fórmula 1 na charmosa Monte Carlo, no principado de Mônaco, 500 Milhas de Indianápolis da IndyCar, Copa Truck estreando em Goiânia, novidades da semana da indústria automobilística e claro, nossa “Volta Rápida”. Essa é a Power Racing News.

 

Ferrari acaba com o jejum de 16 anos e vence em Mônaco, com dobradinha Vettel / Raikkonen

            O alemão Sebastian Vettel quebrou o jejum de vitórias da Ferrari em Mônaco e venceu sua terceira corrida em 2017, a 45ª prova na carreira na F1. Mônaco veio abaixo com a dobradinha Vettel / Raikkonen pela Ferrari, tendo Daniel Ricciardo, da Red Bull na P3, no domingo (28). Ricciardo mora a poucos metros do traçado, sendo vizinho de Felipe Massa, que terminou na P9.

            A Ferrari, estrategista infalível, praticamente deu a vitória a Vettel após as paradas de box. Kimi Raikkonen, até então líder da prova, fez seu pit mais cedo que Vettel.

            Assumindo a ponta, o alemão fez as duas voltas voadoras, sendo até então as mais rápidas da prova e, quando foi para o pit, retornou à frente do parceiro finlandês.

            Para ajudar Raikkonen, sua Ferrari andava muito com os pneus ultramacios mas no pit ele optou pelos supermacios, o que fez perder rendimento por ser pneus de compostos mais duros.

            A última vitória da escuderia, também com dobradinha, ocorreu em 2001, com Michael Schumacher e Rubens Barrichello na P1 e P2, respectivamente. Para Vettel, esta foi sua segunda vitória nas ruas de Monte Carlo.

            Para Vettel, o campeonato ficou ainda mais “na mão”. Lewis Hamilton, rival de Vettel na luta pelo título, largou ao lado de Massa, na P13, conseguiu fazer uma corrida de recuperação terminando em sétimo. Mas esse resultado de Hamilton, inesperado, fez com que a vantagem a vantagem do tetracampeão no campeonato aumentasse de seis para 25 pontos.

            Com Raikkonen em segundo, Ricciardo se aproveitou de uma estratégia semelhante à de Vettel para ganhar as posições de Valtteri Bottas e Max Verstappen nos pits para completar o pódio.

            Carlos Sainz Jr, levou sua Toro Rosso para a P6, à frente de Hamilton e Romain Grosjean. Stoffel Vandoorne, pilotando sua McLaren, teria conquistado o primeiro ponto da equipe no ano com o décimo lugar, mas foi ultrapassado pelo “louco” Sergio Perez com sua Force India no fim da prova na curva 1 e acabou batendo. Perez ainda bateu em Kvyat disputando a P9 na famosa curva Sandenbord, ou curva 1. Com o toque, Kvyat abandonou enquanto o mexicano teve de retornar aos boxes. Com Perez nos boxes, Felipe Massa assumiu a P9 e conquistou mais dois pontos no campeonato.

            O episódio mais apreensivo da corrida foi a capotagem da Sauber de de Pascal Wehrlein após um toque de Jenson Button. O alemão ficou com a cabeça no muro, mas não sofreu nada com a batida, que trouxe o Safety Car à pista.

            Button, substituindo Fernando Alonso na McLaren, teve que largar dos boxes pois teve seu motor trocado para o qualify, abandonou a prova com a suspensão dianteira esquerda quebrada no toque com Wehrlein, elogiou a nova F-1 e o carro da McLaren. Afirmou que o chassis é muito “no chão”, fazendo alusão à confiabilidade da aerodinâmica e dirigibilidade, mas disse que a unidade motriz Honda ainda peca pela falta de potência e durabilidade. Terminou dizendo que quando a Honda acertar a mão com a unidade, a McLaren voltará a incomodar equipes como Ferrari e Mercedes.

A próxima etapa acontece em 11 de junho, no Canadá.

TOP TEN do GP de Mônaco:

Pos.     Piloto                                      Equipe

  1        Sebastien Vettel                     Ferrari

  2        Kimi Raikkonen                     Ferrari

  3        Daniel Ricciardo                    Red Bull/Renault

  4        Valtteri Bottas                         Mercedes

  5        Max Verstappen                    Red Bull/Renault

  6        Carlos Sainz Jr.                     Toro Rosso/Renault

  7        Lewis Hamilton                      Mercedes

  8        Romain Grosjean                   Haas/Ferrari

  9        Felipe Massa                          Willians/Mercedes

10        Kevin Magnussen                  Haas/Ferrari

 

500 Milhas de Indianápolis, em sua 101° Edição: mais sustos e surpresas

            Scott Dixon protagonizou um dos piores acidentes já vistos no automobilismo: na volta 53, Dixon bateu na lateral do carro de John Howard, que havia batido sozinho no muro, decolou a mais de 300 km/h por mais de 30 metros, bateu violentamente na cerca de proteção, capotou e parou em me, com o que sobrou de seu carro. Detalhe: Dixon saiu andando.

           Esse acidente, o mais grave da prova, marcou as 500 Milhas mais competitiva dos últimos anos. Os outros acidentes da prova se deram na 66ª volta, com Conor Daly (AJ Foyt), na 121ª, com Buddy Lazier, e a 17 voltas do final, entre James Davison (Dale Coyne) e Oriol Servia (Rahal Letterman), que envolveu dois pilotos da Penske: Will Power e Josef Newgarden.

           Outra marca da prova foi a performance de Fernando Alonso, piloto da F1 convidado pela equipe Andretti, que largou na P7 e andou entre os 10 primeiros até seu abandono por quebra do motor. Inclusive chegou a liderar a prova por várias vezes.

           Durante toda a prova, a liderança foi sendo tomada na força dos motores Honda e Chevrolet.

E a poucas voltas do final, Takuma Sato, piloto da Andretti Lettherman, correndo com o “kit” Honda (kit aerodinâmico e sistema motriz), assumiu a ponta, sendo caçado pelo brasileiro Hélio Castroneves num final emocionante. Helinho assumiu a ponta faltando 4 voltas para a bandeirada mas seu Penske Chevrolet não foi páreo para o potente Honda de Sato.

           Takuma Sato, o “japonês voador” foi o primeiro piloto japonês a vencer as 500 Milhas da Indy.

           Uma vitória merecida a um piloto que, mesmo quarentão, continua pilotando como um garoto.

Confira o TOP TEN das 101° edição da Indy 500:

Pos.     Piloto                                       Kit       

  1.       Takuma Sato                         Honda

  2.       Hélio Castroneves                  Chevrolet

  3.       Ed Jones                                Honda

  4.       Max Chilton                            Honda

  5.       Tony Kanaan                         Honda        

  6.       Juan Pablo Montoya              Chevrolet             

  7.       Alexander Rossi                     Honda              

  8.       Marco Andretti                       Honda

  9.       Gabby Chaves                       Honda

10.       Carlos Munoz                         Chevrolet

 

Copa Truck estreia em Goiânia

            O paulista Roberval Andrade e o pernambucano Beto Monteiro, ambos defendendo a marca Iveco, dividiram as vitórias na rodada dupla inaugural da Copa Truck disputada neste domingo em Goiânia e válida também como abertura da Copa Centro-Oeste.

            Com o 5º lugar na segunda bateria, Roberval – que sábado conquistara uma pole histórica – assumiu a liderança do campeonato de pilotos com 41 pontos contra 40 de Régis Boessio (Volvo), outro destaque de um domingo repleto de disputas acirradas na pista, com belas ultrapassagens, toques e rodadas que levantaram o bom público presente ao autódromo.

            Roberval dominou a primeira corrida com tranquilidade. Liderou de ponta a ponta e recebeu a bandeirada com folgada margem de vantagem sobre Danilo Dirani, seu companheiro de equipe e outro que brilhou depois de largar apenas em 15º.

            No pódio, garantiu que o saldo do fim de semana foi muito além da sua expectativa. “Juro que não esperava isso. Sessenta dias atrás eu havia interrompido minha carreira e nem sabia o que faria. Estou muito surpreso com esse resultado. Feliz pela equipe, pela liderança, pela dobradinha. Acho que a gente deixou uma história aqui, e é dessa história que quero buscar novos objetivos”, afirmou. E nego que a vitória tenha sido tão tranquila como as aparências sugeriam. “A largada foi muito apertada e eu não podia cometer um erro. Depois, a disputa entre o David Muffato e o Leandro Totti me ajudou a fugir, mas comecei a ter problemas com os freios. Foi por isso que entrei bastante debilitado na segunda bateria, o que me obrigou a administrar a segunda bateria. Mesmo assim, ainda consegui subir ao pódio”, comemorou.

            Monteiro foi outro a inscrever seu nome na galeria de vencedores com uma atuação brilhante depois de partir dos boxes no complemento da programação. “Foi surpreendente para mim. Comecei a prova inicial com pneus novos, tive de esperar um pouco para acamar, e logo tive um choque com o Adalberto Jardim que estourou a mangueira do radiador de água. Tive de largar dos boxes na segunda. Dei sorte porque o truck saiu muito bom, parecia até que era a classificação. Consegui passar muita gente nas primeiras voltas e mantive um ritmo bem forte até o final”, comentou. Monteiro disse que a vitória jamais esteve em seu pensamento antes da segunda largada. “Eu não esperava ganhar. Sabia que o Dirani e o Roberval estavam muito rápidos, e mesmo o Muffato, que também sairia dos boxes à minha frente. Um lugar no pódio era a minha meta. Mas fiquei surpreso com o desempenho do truck”, admitiu.

            O gaúcho Boessio subiu duas vezes ao pódio com um 4º e um 2º lugares. Na véspera, imaginava que um 5º podia ser o limite, depois de enfrentar várias dificuldades nos ensaios. “Foi um fim de semana maravilhoso, suado, lutado, difícil. Quase não andamos no primeiro dia. Conseguimos no segundo, mas o acerto de suspensão não ficou bom. Mesmo assim, foi uma vitória da equipe. O truck não está rápido, mas está consistente. O problema da suspensão prejudica o rendimento nas curvas. Se conseguirmos resolver isso, seremos velozes e competitivos. Ainda temos muito o que trabalhar para melhorar a suspensão. Então, foi muito bom. Achava que poderia dar um pódio, talvez em 5º, depois de ficar em 7º no classificatório. Mas o caminhão foi consistente e fomos agraciados com duas boas posições.”

            Sempre uma atração para os torcedores, Débora Rodrigues saiu de Goiânia com a terceira colocação no campeonato, muito próxima dos ponteiros, e com troféus de 3º e 4º colocados. “Foi maravilhoso. Tudo o que eu queria era ter um bom resultado e principalmente não quebrar. Tivemos algumas quebras, mas isso é aceitável porque tivemos 40 dias para fazer o evento inteiro, preparar seis trucks. Muitas equipes nem tiveram tempo para fazer as revisões ou receber peças. Mas o saldo foi favorável. Muitos terminaram as corridas, houve muita disputa. Foi um início top”, avaliou.

            A segunda etapa da Copa Centro-Oeste está marcada para dia 11 de junho, em Campo Grande.

Os resultados em Goiânia;

Corrida 1

Pos.    Piloto                                     Marca

  1        Roberval Andrade                  IVECO
  2        Danilo Dirani                          IVECO
  3        Débora Rodrigues                  VW
  4        Régis Boessio                        VOLVO
  5        Renato Martins                      VW
  6        Luiz Lopes                              IVECO
  7        Fábio Fogaça                        FORD
  8        Beto Monteiro                        IVECO
  9        José Maria Reis                     SCANIA

10        Rodrigo Belinati                      MAN
11        Duda Bana                             SCANIA
12        Djalma Fogaça                      FORD

Não terminaram:

Adalberto Jardim (Volkswagen), a seis voltas
David Muffato (Volkswagen), a seis voltas
Leandro Totti (Volvo), a sete voltas
Joel Mendes Jr. (Scania), a 10 voltas
Vinicius Palma (Volkswagen), a 13 voltas

 

Corrida 2

Pos.    Piloto                                     Marca

  1        Beto Monteiro                        IVECO
  2        Regis Boessio                        VOLVO
  3        David Muffato                          VW
  4        Débora Rodrigues                  VW
  5        Roberval Andrade                  IVECO
  6        Fábio Fogaça                         FORD
  7        Luiz Lopes                              IVECO
  8        José Maria Reis                     SCANIA
  9        Renato Martins                      VW
10        Joel Mendes Jr.                     SCANIA
11        Rodrigo Belinati                      MAN

Não terminou:

Djalma Fogaça (FORD), a 10 voltas

 

Classificação da Copa Centro-Oeste:

1 – Roberval Andrade, 41 pontos
2 – Regis Boessio, 40
3 – Beto Monteiro e Débora Rodrigues, 38
5 – Fábio Fogaça e Luiz Lopes, 29
7 – Renato Martins, 28
8 – José Maria Reis, 25
9 – Danilo Dirani, 22
10 – Rodrigo Belinati, 21
11 – David Muffato, 20
12 – Joel Mendes Jr., 11
13 – Duda Bana, 10
14 – Djalma Fogaça, 9
15 – Adalberto Jardim, 1

 

Mercado automobilístico: lançamentos da semana

            A Chevrolet lançou esta semana a linha 2018 do Prisma.

            As novidades são um novo tom de azul (para as versões LT e LTZ), versões mais completas de fábrica e, como sempre, seus preços reajustados.

            Mas, para quem pensa que o novo design estará presente em todas as versões, está enganado. A Joy, versão de entrada, parte de R$ 45.790,00. Equipada somente com o ultrapassado motor 1.0 8v FLEX de até 80cv com Etanol, e já com itens de série como ar condicionado, direção hidráulica, conjunto elétrico, air bags e ABS, a versão mantém o visual da linha 2016, ou seja, a antiga carroceria.

            Já versões as LT e LTZ, além do novo tom de cor, o design foi atualizado e agora vem equipadas com luz de neblina traseira. Essa luz vem instalada no para-choques traseiro e passou a ser item de série nas versões.

            Para a LT e LTZ, as versões de motor continuam, sendo o 1.0 e 1.4, ambos FLEX. Completam as opções, câmbio manual ou automático.

            A versão LT parte de R$ 55.790,00 e a LTZ, R$ 60.990,00.

            A MINI, braço britânico da BMW, lançou e já disponibilizou em suas concessionárias a nova geração do MINI Countryman.

            Considerado o “utilitário” da marca, o Countryman chega nas versões Cooper (R$144.950,00), Cooper S (R$ 164.950,00) e Cooper S ALL4 (R$ 189.950,00).

            A Cooper vem equipada com um motor 1.5 de 3 cilindros, turbo, que geram bons 136cv de potência.

            As outras duas versões, possuem um motor 2.0 turbo de 192cv. Algo surreal mas excelente de se pilotar e curtir.

            E a versão ALL4 vem equipada com tração integral nas 4 rodas, a chamada AWD. A MINI divulgou que a ALL4 acelera de 0 a 100 km/h em bons 7,2 segundos. Marca de gente grande.

            Todas as versões da marca são completas e movidas a gasolina. O único opcional é, em algumas versões, o câmbio automático. Em sua maioria, ele vem de série.

            A Volkswagen mostrou para a imprensa especializada o UP! GTI.

            Ainda considerado um conceito, a versão GTI deverá ser lançada com o mesmo motor 1.0 3 cilindros, turbo, que equipa a versão TSI, mas com algumas “afinações” que deverá elevar sua potência para 115cv.

            Para se parecer com o Golf GTI, modelo o qual deverá homenagear, o UP! Deverá receber rodas aro 17”, novo grafismo e novo acabamento interno.

            Seu preço deverá ficar na faixa dos R$ 75.000,00. Na Europa, onde deverá ser lançado em breve, seu preço está estimado em 17.500,00 Euros. 

            A VW já considera o UP! GTI um “foguete de bolso”, em alusão ao seu tamanho compacto e a um possível comportamento digno de esportivo. Vamos aguardar.  

            Fiat e Citroën estarão lançando esta semana seus modelos Argo e C3.

            O modelo da Fiat está sendo o mais esperado, pois deverá substituir o Bravo e Punto, que tiveram suas produções encerradas no final do ano passado, e as versões mais caras do Palio, que deverão sair de produção em breve.

            O Argo tem carroceria hatch e deverá ter uma versão HGT, totalmente esportiva, com detalhes exclusivos e equipada com o potente motor 1.8. Motor que já equipa versões da Fiat e também da Chevrolet. As duas marcas possuem um acordo de fornecimento de motores e câmbios.

            Já o lançamento da Citroën, o C3, vem atualizar o modelo já produzido no Brasil. A marca ainda não divulgou mais detalhes sobre essa atualização.

 

Volta Rápida

- Fernando Alonso se mostrou muito satisfeito com seu McLaren Andretti Honda durante as 179 voltas as quais completou nas 500 Milhas da Indy, domingo. Seu motor Honda quebrou durante a volta 179, quando o espanhol ocupava a P3. “Mesmo tendo o motor quebrado, eu fiquei muito satisfeito com o desempenho do carro durante a prova. O conjunto me deu muita confiança em acelerar e disputar posições. Agora, é esperar essa mesma confiança na F1.”, encerrou a entrevista Alonso, que deixou no ar se poderá voltar a correr as 500 Milhas ou até se transferir para a IndyCar num futuro próximo.

- E a preocupação demonstrada por Totto Wolf, chefe da equipe Mercedes na F-1, com seus carros e pilotos nas ruas do principado de Mônaco se concretizou. Valtteri Bottas sofreu para chegar na P4 e Lewis Hamilton amargou uma P7. Parece que eles não estão acostumados a situações de extrema pressão e também em andar atrás de outras equipes. É esse o preço que se paga em ser o melhor hoje na F1.

- A Willians já manifesta insatisfação com seu “pupilo”, Lance Stroll. No treino de sexta, Stroll destruiu seu carro depois de cometer um erro infantil. E quando cobrado pelo rádio, disse que ele também cometia esse mesmo erro no videogame e que ele, tanto no videogame quando nas pistas precisa aprender a fazer curvas.

Quem não deve estar nada contente é Claire Willians, CEO da equipe e uma das principais apoiadoras da ideia de trazer Stroll para a equipe. De que vale os US$ 40.000.000,00 que Stroll pagou por sua vaga se cada carro que destrói custa o equivalente a isso?

- Felipe Massa, apesar de terminar na P9 em Mônaco, continua dando pontos para a Willians. Mesmo assim, será difícil para a equipe superar Force India e Toro Rosso até o final da temporada. Quanto mais pontos para a equipe, mais dinheiro é repassado para a temporada seguinte.

A Willians, pontuando somente com Massa, está correndo um sério risco em ficar atrás até da Haas, Renault e Sauber. Um preço alto por escolher um piloto sem nenhuma experiência e competência.

- Galvão Bueno, narrador da Globo, se diz “indignado” e que acha um “absurdo” a Liberty Media, atual proprietária da Fórmula 1, ter um projeto de aumentar de 21 para 25 etapas da categoria, isso já em 2019 ou 2020.

Na visão da Liberty, é preciso voltar etapas tradicionais como os GPs da Inglaterra, Argentina e Alemanha e mais etapas na Espanha (Barcelona e Geres de La Frontera) e mais etapas nos Estados Unidos.

No nosso ponto de vista, esse aumento beneficiará pilotos, equipes e tudo que está ligado à categoria pois mais etapas significa mais transmissões, mais público, mais divulgação, mais renda. Sem contar que os pilotos pedem esse aumento das etapas associado á liberação dos treinos particulares, que foram proibidos.

É um projeto que poderá ser mais uma forma de levantar a categoria, desgastada por uma formula antiquada tanto na administração quanto no regulamento.

 

            Fale conosco, estamos esperando sua sugestão sobre matérias, críticas e comentários. Você, amigo leitor, é nosso principal combustível. Esta coluna é feita para você. Nosso e-mail à sua disposição 24 horas, 7 dias por semana é motor14news@gmail.com.

 

Uma boa semana, automaníacos. Até a próxima.

Gostei muito do desempenho do carro, do formato da prova e principalmente de como trabalham equipes e pilotos. Na Indy o ambiente é mais descontraído e mais familiar”.  Fernando Alonso, sobre suas impressões das 500 Milhas e da categoria.

 

Reinaldo dos Santos Filho mora em São Manuel/SP, tem 48 anos, é jornalista especializado em automobilismo, administrador de empresas, escritor, piloto profissional e motociclista. Pai do Thiago Augusto, Luís Guilherme e Giovanna.

 

Matéria sob responsabilidade do autor (Mtb 82.886/SP)

colunistas

POWER RACING NEWS 17/10/2017 08:45
POWER RACING NEWS 10/10/2017 09:14
POWER RACING NEWS 02/10/2017 20:45
POWER RACING NEWS 19/09/2017 09:01
POWER RACING NEWS 12/09/2017 08:41
POWER RACING NEWS 05/09/2017 10:09
POWER RACING NEWS 29/08/2017 10:33
POWER RACING NEWS 22/08/2017 09:24
POWER RACING NEWS 08/08/2017 08:24
POWER RACING NEWS 01/08/2017 13:39
POWER RACING NEWS 25/07/2017 09:29
POWER RACING NEWS 17/07/2017 22:06
POWER RACING NEWS 11/07/2017 08:52
POWER RACING NEWS 04/07/2017 10:42
POWER RACING NEWS 27/06/2017 08:25
POWER RACING NEWS 20/06/2017 09:21
REINALDO FILHO 13/06/2017 09:17
POWER RACING NEWS 06/06/2017 09:19
POWER RACING NEWS 23/05/2017 09:48
POWER RACING NEWS 16/05/2017 08:19
Colunista 20