REINALDO FILHO 02/10/2018 11:03

Fórmula 1, Nascar CUP, e Volta Rápida. É a Power Racing News!

Lewis Hamilton tem ajuda de equipe para vencer mais uma

Lewis Hamilton ficou com a vitória no GP da Rússia, em Sochi, após receber a liderança das mãos de seu parceiro de equipe na Mercedes, Valtteri Bottas. Sebastian Vettel completou o pódio. 

Hamilton percorreu boa parte da prova na segunda posição, atrás de Bottas, o pole position.

Após a rodada de pitstops, o inglês chegou a ser superado também por Vettel, mas reconquistou o posto pouco depois, com uma ultrapassagem.

Em meados da prova, no entanto, a Mercedes ordenou que Bottas cedesse a ponta para Hamilton, o que foi prontamente obedecido - o finlandês praticamente parou seu carro na pista para que o colega assumisse a ponta. A justificativa do time ao comunicar o pedido para Bottas no rádio era de que Hamilton sofria de bolhas em seus pneus, de modo que a ordem protegeria o líder do campeonato de novos ataques de Vettel. 

Assim, Hamilton levou sua oitava vitória no ano, o que também o deixa 50 pontos à frente de Vettel na luta pelo título. A diferença é equivalente a duas vitórias, sendo que há 125 pontos em jogo. 

Kimi Raikkonen, também da Ferrari, fechou em quarto, logo à frente de Max Verstappen, que foi um dos destaques da prova ao fazer uma corrida alucinante de recuperação após partir do fundo do grid.

Daniel Ricciardo, que também largou de trás, foi  sexto. A zona de pontuação foi concluída por Charles Leclerc, Kevin Magnussen, Esteban Ocon e Sergio Pérez.

Mas, falando da corrida, Bottas, que fez a pole no sábado, largou mantendo a ponta, passou boa parte da primeira volta vendo Hamilton sofrer a ameaça de Vettel nos metros iniciais. O alemão chegou a ficar à frente por uma pequena margem, mas Hamilton entrou no vácuo de Bottas para dar o troco e até para ameaçar o parceiro pela liderança.

Mesmo assim, as posições foram mantidas no grupo da frente. Bottas aproveitou a pista livre para sustentar uma pequena vantagem para Hamilton, que, por sua vez, mantinha Vettel atrás.

Mas houve momentos de ação um pouco mais atrás no pelotão. Leclerc fez bela manobra sobre Magnussen para subir para quinto, enquanto que Verstappen, que largou do fundo do pelotão, fez um começo de prova alucinante, alcançando o sexto posto ainda na sexta volta. Já na oitava passagem, o holandês deixou Leclerc para trás para tomar o quinto lugar.

Bottas abriu a rodada de pits na volta 13, seguindo a estratégia padrão (tirando os ultramacios e adotando os macios). Na volta seguinte, foi a vez de Vettel, enquanto que Hamilton demorou uma passagem a mais para fazer sua troca. 

A tática deu certo momentaneamente para Vettel, que havia conseguido tomar a posição de Hamilton e, na prática, ir ao segundo lugar. Mas não durou muito: na volta seguinte, Hamilton atacou Vettel na curva 2, mas o alemão se defendeu; pouco depois, o inglês conseguiu mergulhar por dentro e recuperar a posição.

A sequência, então, se mantinha a mesma da largada, com Bottas à frente de Hamilton e Vettel.

A diferença era que Verstappen, que largou com os pneus macios, assumiu a ponta provisória antes de fazer seu pit, com um primeiro trecho de prova bastante longo.

A mudança veio somente na volta 25: Toto Wolff gentilmente pediu a Bottas que reduzisse significativamente seu ritmo na entrada da curva 14 para ceder a posição para Hamilton.

Daí até a bandeirada, Hamilton levou a Mercedes #44 a mais uma vitória, 2s5 à frente de Bottas, que teve 4s9 para Vettel. Raikkonen veio a seguir, com Verstappen e Ricciardo completando o top 6.

Após a bandeirada, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse a Bottas pelo rádio: "Dia difícil hoje. Vamos conversar depois."

TOP TEN do GP da Rússia

Pos.     Piloto                                      Equipe

  1        Lewis Hamilton                       Mercedes

  2        Valtteri Bottas                         Mercedes

  3        Sebastien Vettel                     Ferrari

  4        Kimi Raikkonen                      Ferrari

  5        Max Verstappen                     Red Bull Renault

  6        Daniel Ricciardo                    Red Bull Renault

  7        Charles Leclerc                      Sauber Ferrari

  8        Kevin Magnussen                  Haas Ferrari

  9        Esteban Ocon                        Force India Mercedes

10        Sergio Perez                          Force India Mercedes

Suzuka, no Japão, recebe a F1 no próximo domingo (07).


Ryan Blaney vence no “roval” de Charlotte

A NASCAR Cup teve neste domingo (30) a primeira experiência no traçado misto de Charlotte, o chamado “Roval”. Além disso, como terceira corrida dos playoffs, quatro pilotos seriam eliminados da disputa do título, o que trouxe ainda mais drama à prova.

No final, os ingredientes para uma corrida caótica.

Os líderes, Martin Truex Jr. e Jimmie Johnson duelavam na última volta e o heptacampeão da NASCAR acabou tocando no atual, após rodar na última chicane. Ryan Blaney, que vinha na terceira posição, acabou com a vitória no colo.

Por não ter passado pela chicane, Johnson teve que parar e continuar, se não quisesse receber uma punição de 30 segundos, o que deu a ele a oitava posição.

No final, Denny Hamlin, Erik Jones, Austin Dillon e Johnson acabaram eliminados, com o piloto do carro #48 empatado com Aric Almirola e Kyle Larson, mas se dando mal nos critérios de desempate.

Larson, por sua vez, se envolveu em um acidente com Brad Keselowski e conseguiu terminar a corrida em 25º, batendo várias vezes no muro e se aproveitando dos problemas de Jeffrey Earnhardt, que parou a poucos metros da linha de chegada.

TOP TEN em Charlotte

Pos.     Piloto                                      Carro

  1        Ryan Blaney                           Ford Fusion #12

  2        Jammie McMurray                 Chevrolet Camaro #1

  3        Clint Bowyer                           Ford Fusion #14

  4        Alex Bowman                         Chevrolet Camaro #88

  5        Kurt Busch                             Ford Fusion #41

  6        Chase Elliott                           Chevrolet Camaro #9

  7        A.J. Almendinger                    Chevrolet Camaro #47

  8        Jimmie Johnson                     Chevrolet Camaro #48

  9        Kevin Harvick                         Ford Fusion #4

10        Joey Logano                           Ford Fusion #22

A próxima etapa da NASCAR Cup, já valendo pela segunda fase dos playoffs, acontece neste domingo (07), em Dover.

 

Volta Rápida

- E começamos nossa Volta Rápida com uma boa notícia: Tito Rabat, que sofreu grave acidente no TL4 em Silverstone, mês passado, quando sofreu uma queda e foi atingido pela moto de Morbidelli, que vinha forte logo atrás.

Após um mês no hospital, Rabat continuará seu tratamento em casa. Seu retorno às pistas só se dará em 2019.

- E continuando na MotoGP, Valentino Rossi correu em Aragon, semana passada, usando a primeira versão do motor que equipará as Yamahas em 2019. Rossi, declarou que pouco mudou em relação ao motor de 2018 e que espera que esse seja apenas uma “pequena atualização” e que o motor a ser usado na próxima temporada seja diferente, assim como sejam resolvidos os problemas da M1-2018, cujo mais crítico é a falta de aderência traseira.

- As equipes de todas categorias do esporte a motor estão testando novos componentes e atualizações já para a próxima temporada. Já que em muitas categorias os testes particulares são proibidos, as equipes aproveitam as corridas para realizar os testes.

Prova disso é a Toro Rosso, equipe da F1 que espera para o próximo final de semana, no GP de Suzuka, no Japão, uma nova versão do propulsor da Honda, já que estarão correndo em casa. Outras equipes, que “compram” propulsores da Renault, Ferrari e Mercedes, também esperam ansiosas por atualizações, até para testes para a próxima temporada.

- Lawrence Stroll, pai de Lance Stroll e principal acionista da Force India, pretende construir uma nova fábrica para a equipe em Silverstone, já em 2019.

- A Willians ainda não anunciou seus pilotos para 2019 nem seus possíveis patrocinadores. A situação no time de Grove não está nada boa, pois com a saída confirmada de Stroll para a Force India, seu maior investidor também sai. Resta saber se a Willians correrá em 2019 ou ficará de fora do grid por falta de dinheiro.

- Fernando Alonso espera que a Renault faça algumas atualizações no motor para que a McLaren “ande mais” em Suzuka. Ele reclama de pouca potência em retas, já que o carro se mostrou excelente no quesito aerodinâmica.

 

Fale conosco, estamos esperando sua sugestão sobre matérias, críticas e comentários. Você, amigo leitor, é nosso principal combustível. Esta coluna é feita para você. Nosso e-mail à sua disposição 24 horas, 7 dias por semana é motor14news@gmail.com.

Parceiro: www.planetavelocidade.com.br

Uma boa semana, automaníacos. Até a próxima.

 

Reinaldo dos Santos Filho mora em São Manuel/SP, tem 50 anos, é jornalista especializado em automobilismo, membro da Irmandade M.C.. Pai do Thiago Augusto, Roberta, Luís Guilherme e Giovanna.

Matéria sob responsabilidade do autor (Mtb 82.886/SP)

colunistas

POWER RACING NEWS 16/10/2018 09:20
REINALDO FILHO 25/09/2018 10:16
REINALDO FILHO 18/09/2018 09:56
REINALDO FILHO 11/09/2018 12:54
REINALDO FILHO 04/09/2018 12:57
POWER RACING NEWS 07/08/2018 10:02
POWER RACING NEWS 24/07/2018 07:00
REINALDO FILHO 17/07/2018 06:00
REINALDO FILHO 10/07/2018 08:04
REINALDO FILHO 03/07/2018 09:02
REINALDO FILHO 19/06/2018 08:28
REINALDO FILHO 12/06/2018 09:33
POWER RACING NEWS 05/06/2018 08:55
REINALDO FILHO 29/05/2018 09:09
REINALDO FILHO 22/05/2018 09:09
POWER RACING NEWS 01/05/2018 11:57
REINALDO FILHO 24/04/2018 08:44
REINALDO FILHO 17/04/2018 08:30
POWER RACING NEWS 10/04/2018 08:30
POWER RACING NEW 13/03/2018 08:37
Colunista 123