REINALDO FILHO 20/11/2018 08:44

Nascar CUP em Homestead, MotoGP, sem esquecer da nossa Volta Rápida. É a Power Racing News!

Joey Logano leva o campeonato de 2018 da Nascar CUP

A NASCAR viveu neste domingo um de seus momentos de glória do ano, com a decisão do campeonato em Homestead-Miami.

Kyle Busch, Kevin Harvick e Martin Truex Jr. buscavam o bicampeonato, mas Joey Logano estragou as pretensões do chamado “Big 3” e trouxe o segundo título da principal categoria do automobilismo americano para a Penske.

Logano viu Harvick dominar a primeira metade da prova, coincidentemente quando o sol ainda brilhava na Flórida, mas quando a noite chegou, o piloto da Stewart-Haas não foi mais o mesmo, com o carro #4 perdendo rendimento gradativamente.

Quem nunca conseguiu mostrar a que veio foi Kyle Busch, com o #18 não chegando ao mesmo ritmo dos rivais. Ele ainda teve que se conformar com o trabalho mais lento nos pit stops.

A briga ficou entre os dois protagonistas da etapa de Martinsville, Logano e Truex, e mais uma vez prevaleceu o bom trabalho do #22, mas sem a necessidade do toque para conseguir ganhar a posição.

Logano se aproveitou do bom acerto que seu carro tinha para os períodos mais curtos e fez a manobra decisiva sobre o campeão de 2017 quando restavam apenas 12 giros para o fim e não perder mais.

Truex manteve a segunda posição, seguido de Harvick e Busch. O “melhor do resto” foi Brad Keselowski, em quinto.

O título de Logano pôs fim à seca da Ford, que não vencia um campeonato desde Kurt Busch em 2004, quando ele ainda atuava na Roush Fenway. Com a conquista, Jimmie Johnson permanece como o único piloto em atividade a ter mais de um título.

Além de Logano e os três finalistas de ontem, Keselowski, Kurt Busch e Matt Kenseth permanecem na contagem única.

O domingo também foi a última prova da história da Furniture Row, equipe de Truex Jr. que em 2019 estará no carro #19 da Joe Gibbs Racing, no lugar do mexicano Daniel Suarez.

TOP TEN de Homestead-Miami

Pos.    Piloto                                     Carro

01        Joey Logano                           Ford Fusion #22

02        Martin Truex Jr.                      Toyota Camry #78

03        Kevin Harvick                         Ford Fusion #4

04        Kyle Busch                             Toyota Camry #18

05        Brad Keselowski                    Ford Fusion #2

06        Matt Kenseth                          Ford Fusion #6

07        Chase Elliott                           Chevrolet Camaro #9

08        Clint Bowyer                           Ford Fusion #14

09        Aric Almirola                           Ford Fusion #10

10        Kurt Busch                             Ford Fusion #41

 

A NASCAR CUP volta daqui a três meses, com a Daytona 500 no dia 17 de fevereiro de 2019.

 

Valência encerra a temporada da MotoGP com muita chuva e surpresas

Teve de tudo na corrida final da MotoGP em 2018.

Com muita chuva, o GP de Valência foi uma das corridas mais movimentadas da temporada deste ano. No final, após uma interrupção de cerca de meia hora por conta de muita água na pista, Andrea Dovizioso conseguiu ganhar sua quarta prova na temporada de 2018.

Mantendo o sangue frio, o piloto, que já liderava a prova na paralisação, abriu uma boa distância para Valentino Rossi e Álex Rins, na briga pelo segundo posto. Entretanto, Rossi acabou caindo e deixando o segundo lugar para o espanhol da Suzuki.

Depois de cair na primeira parte da corrida, Pol Espargaró voltou e conquistou um pódio impressionante para a KTM: seu primeiro na MotoGP e o primeiro da montadora austríaca na história.

Rossi ainda voltou e foi o 13º.

Michele Pirro, piloto de testes da Ducati, ficou em quarto lugar, melhor resultado do italiano na MotoGP, que havia tido um quinto lugar em Valência em 2012 de CRT sob chuva como melhor resultado. E Dani Pedrosa, fazendo sua última corrida antes da aposentadoria, foi o quinto colocado.

A prova foi marcada por uma interrupção com bandeira vermelha devido a muitos pontos com água parada no circuito. No entanto, antes disso, muitos acidentes ocorreram até a volta de número 15 de 27.

O campeão Marc Márquez foi derrotado pela chuva.

O piloto espanhol da Honda acabou caindo no início da prova, quando a chuva se intensificou e saiu da última prova da temporada sem pontos. Na queda, ele deslocou o mesmo ombro que havia deslocado durante a classificação de sábado. No entanto, o espanhol apareceu nos boxes bem após retornar do acidente.

Os dois pilotos da equipe Pramac, Jack Miller e Danilo Petrucci também caíram no início da corrida em incidentes separados. Pole position, Maverick Viñales também acabou indo ao chão voltas depois de ser ultrapassado por Valentino Rossi, que saiu de 16º.

O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli era o quarto colocado quando caiu, exatamente na mesma volta. Ainda assim o ítalo-brasileiro foi o novato do ano.

TOP TEN da MotoGP em Valência

Pos.    Piloto                                     Moto

01        Andrea Dovizioso                   Ducati #4

02        Alex Rins                                Suzuki #42

03        Pol Espargaro                        KTM #44

04        Michele Pirro                          Ducati #51

05        Dani Pedrosa                          Honda #26

06        Takaaki Nakagami                 Honda #30

07        Johann Zarco                         Yamaha #5

08        Bradley Smith                         KTM #38

09        Stefan Bradl                            Honda #6

10        Hafizh Syahrin                        Yamaha #55

 

Volta Rápida

- Hoje, na Volta Rápida, citaremos uma matéria que deixou a todos apreensivos: O terrível acidente de Sophia Floersch no GP de Macau, domingo.

Embora a jovem piloto alemã de apenas 17 anos tenha sofrido uma fratura na coluna vertebral, houve uma enorme sensação de alívio que o resultado não tenha sido pior para ela e para os outros envolvidos no acidente.

No entanto, as melhorias na segurança nunca param no automobilismo, e os organizadores de Macau já prometeram que trabalharão com a FIA para garantir que as lições do acidente sejam levadas em consideração.

Embora o acidente de Floersch não tenha sido pego pelas câmeras de televisão oficiais do evento, as imagens do incidente surgiram rapidamente nas redes sociais por meio dos fãs.

O acidente foi desencadeado por Floersch batendo atrás de Jehan Daruvala, que de acordo com Guan Yu Zhou, que vinha atrás, parecia diminuir após ver bandeiras amarelas.

O piloto chinês disse: “Sophia estava muito perto de Jehan, então quando Jehan freou cedo ela não teve tempo de reagir. Ela bateu na roda traseira direita de Jehan e isso a levou direto para a Lisboa, e ela voou passando por outro carro.”

A batida com Daruvala foi o suficiente para lançar Floersch para a direita, onde ela bateu nos guard-rails, que arrancaram as rodas do lado esquerdo de seu carro.

No momento em que ela deveria estar diminuindo a velocidade, ela foi efetivamente deixada sem freios. Os números do speed trap a registraram a 276.2 km/h.

Macau instalou novas zebras na curva Lisboa neste ano como parte de um movimento para impedir que os pilotos, especialmente os das categorias de turismo e GT, abusassem dos limites de pista no lado direito.

As novas ‘zebras salsicha’ azuis, que são vistas com frequência na F1, estão levemente elevadas, e a trajetória de Floersch fez com que ela batesse na zebra. Isso levantou seu carro ligeiramente para o ar.

Embora isso possa soar como uma situação longe da ideal, este foi um fator que ajudou tanto ela quanto o japonês Sho Tsuboi a escaparem do que poderia ter sido um acidente muito mais sério.

A julgar pelas imagens de vídeo que apareceram online, a sustentação da zebra levantou o carro de Floersch o suficiente para bater em cima no carro de Tsuboi, em vez de ser um golpeá-lo em cheio do lado direito.

Este tipo de acidente, semelhante ao que aconteceu no GP da Áustria de 2002, quando Nick Heidfeld acertou Takuma Sato, tem motivado a FIA a melhorar a proteção do cockpit.

Mesmo com a decolagem, as rodas de Floersch bateram no santo antônio do carro da TOM’S, como mostraram as fotos que surgiram mais tarde.

Não é difícil imaginar que o resultado do acidente teria sido muito diferente se Floersch atingisse diretamente o carro da TOM'S, ou batesse a essa velocidade nas barreiras de pneus, mesmo com a segurança dos carros de F3 atualmente.

Tendo sido lançado sobre a zebra e o carro de Tsuboi, o carro de Floersch voou para o alambrado na curva Lisboa.

Entende-se que a altura deste alambrado tenha sido levantada há vários anos, e este fator pode ter desempenhado um papel crucial para salvar sua vida.

Embora ela tenha passado pela cerca, a cerca fez o trabalho de absorver grande parte da energia do acidente. Isso fica claro a partir das filmagens, pois o impacto dobrou vários postes da cerca naquela seção da pista (veja a foto abaixo), mostrando a quantidade de energia que foi absorvida.

Com a velocidade de seu carro reduzida, ela atingiu o bunker de fotógrafo atrás, antes de ser virada para cima.

Milagrosamente, o carro parece ter impactado o bunker com a área do cockpit perto de uma abertura, em vez de em uma parte sólida. Tendo sido parado pelo bunker, o carro de Floersch caiu no chão, onde ela, coberta de seu extintor de incêndio, foi imediatamente atendida por equipes médicas.

Embora dois fotógrafos e fiscais também tenham sido feridos no acidente, a decisão de Macau de várias décadas atrás, de ter um bunker naquela curva, em vez de deixar os membros da mídia expostos, certamente garantiu que não houvesse um resultado pior.

A estrutura protegida pela grade fez o seu trabalho ficando de pé em um impacto direto. Além disso, sendo no início da segunda corrida, ela também não estava tão ocupada como normalmente fica no início da corrida.

Se não houvesse um bunker ali para absorver o carro, então Floersch quase certamente teria voado para estruturas mais sólidas.

Os organizadores de Macau e a FIA vão agora analisar as lições que podem ser aprendidas com o acidente para, se for necessário, fazer alguma mudança para melhorar as coisas para 2019.

A declaração do Comité Organizador do GP de Macau foi clara: “No futuro, continuaremos a seguir as orientações da FIA e tomar todas as medidas necessárias para realizar o evento”.

 

Fale conosco, estamos esperando sua sugestão sobre matérias, críticas e comentários. Você, amigo leitor, é nosso principal combustível. Esta coluna é feita para você. Nosso email à sua disposição 24 horas, 7 dias por semana é motor14news@gmail.com.

Parceiro: www.planetavelocidade.com.br

 

Uma boa semana, automaníacos. Até a próxima.

 

Reinaldo dos Santos Filho mora em São Manuel/SP, tem 50 anos, é jornalista especializado em automobilismo, piloto, membro da Irmandade MC, pai do Thiago Augusto, Roberta, Luís Guilherme e Giovanna.

Matéria sob responsabilidade do autor (Mtb 82.886/SP)

colunistas

REINALDO FILHO 27/11/2018 09:22
POWER RACING NEWS 13/11/2018 08:43
POWER RACING NEWS 30/10/2018 00:14
POWER RACING NEWS 23/10/2018 08:28
POWER RACING NEWS 16/10/2018 09:20
REINALDO FILHO 02/10/2018 11:03
REINALDO FILHO 25/09/2018 10:16
REINALDO FILHO 18/09/2018 09:56
REINALDO FILHO 11/09/2018 12:54
REINALDO FILHO 04/09/2018 12:57
POWER RACING NEWS 07/08/2018 10:02
POWER RACING NEWS 24/07/2018 07:00
REINALDO FILHO 17/07/2018 06:00
REINALDO FILHO 10/07/2018 08:04
REINALDO FILHO 03/07/2018 09:02
REINALDO FILHO 19/06/2018 08:28
REINALDO FILHO 12/06/2018 09:33
POWER RACING NEWS 05/06/2018 08:55
REINALDO FILHO 29/05/2018 09:09
REINALDO FILHO 22/05/2018 09:09
Colunista 123