BOTUCATU 06/09/2019 19:04

Obra de ginásio paralímpico é retomada no Bairro Alto

Obra em andamento.

Foram retomadas as obras para a conclusão do ginásio paralímpico localizado no Bairro Alto, em Botucatu.

O local já havia recebido salas para atendimento de atletas - onde também funciona a Apape - Associação de Pais e Amigos das Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais e piscina.

Agora o complexo esportivo tem a obra da quadra paralímpica o que deve estimular as atividades de atletas da cidade e da região.

O espaço teve já avaliação do Corpo de Bombeiros para começar as atividades em breve.

Botucatu terá uma estrutura que credencia a cidade a ser uma referência no paradesporto da região. Em 2016, o então ministro do Esporte, Ricardo Leyser, assinou junto ao ex-prefeito João Cury Neto, a ordem de serviço para o início das obras de um ginásio para atender modalidades como basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado.

O ginásio paralímpico terá quadra com dimensões oficiais de 40 por 20 metros e capacidade para receber até 800 pessoas. Os investimentos serão de R$ 2,1 milhões, sendo R$ 1,7 milhão em recursos federais. O equipamento vai integrar um complexo que terá duas piscinas (uma semiolímpica e outra de hidroterapia) e um Centro de Tecnologia e Inclusão para pessoas com deficiência, que estão em fase final de construção. As instalações ficam ao lado do ginásio poliesportivo municipal.

Ricardo Leyser apontou na época o potencial de Botucatu para servir como modelo de políticas públicas esportivas para outros municípios. “Poucas prefeituras no Brasil dão atenção ao paradesporto, que tem um potencial enorme de inclusão social e desenvolvimento humano. São políticas públicas importantes para todos e a população se beneficia. É fundamental termos cidades que sejam modelo para servir de referência para outros municípios e aqui vemos esse potencial”.

 

A BUSCA DE SOLUÇÃO

A atual gestão municipal atuou para que o ginásio fosse finalizado. "O prefeito Pardini em 2017 lutou muito: foi até Brasília duas vezes para retomar essa obra. Pedimos que essa obra não ficasse deteriorando porque isso seria um prejuizo não só para o município como para a federação e graças a Deus ela foi retomada e está no ritmo final. Acredito que em dois meses a cidade já estará contemplada com mais esse ginásio de esportes. Já estamos vendo projetos esportivos para essas modalidades", disse o atual secretário de esportes, Geraldo Pupo.

 

*** Na foto abaixo o então secretário de Esporte da cidade Antonio Carlos Pereira, secretário de Obras, André Peres, o entçao vice-prefeito Luiz Caldas Jr, o ex-prefeito João Cury e o ex-ministro Ricardo Leyser.

(Com assessoria).