DESTAQUE 29/04/2018 08:48

Talento da ginástica de Botucatu, menina de sete anos também vai treinar e competir por Bauru

Yasmin durante movimento de giro sem as mãos.

Em Botucatu (SP), a menina Yasmim Maia, de 7 anos, é um talento que vem sendo observada por técnicos, já recebeu convite para entrar na escola da federação no Rio de Janeiro e agora também vai treinar em Bauru (SP) que é a cidade mais próxima com aulas da modalidade olímpica.

A garota já faz aulas de ginástica ritmica em Botucatu, em um projeto da prefeitura, onde deve continuar, porém, como seu sonho é a modalidade olímpica, a única saída encontrada hoje é de também representar Bauru.

Sem apoio de patrocinadores, a saída foi uma ajuda do avô que vai bancar as viagens uma vez por semana até Bauru.

A mãe diz que a família não tem condições para levá-la para o Rio de Janeiro e a família teria que morar lá. "Minha filha Yasmin está iniciando os treinos em Bauru, inicialmente só uma vez por semana, pois não conseguimos o patrocínio. Meu pai vai arcar com a despesa. O importante agora é que minha filha vai iniciar, mesmo uma vez por semana, já é alguma coisa e quem sabe mais para frente com ela se destacando conseguimos o patrocínio", comentou a mãe Adriana Maia. 

Foi feita uma tentiva de conversa com a prefeitura para quem sabe a cidade pudesse implantar também a ginástica olímpica em Botucatu, com a ideia do município se tornar um polo para a modalidade, mas essa possibilidade ainda não se confirmou.

A MENINA

Antes mesmo de fazer aulas de ginástica já demonstrava talento e facilidade em executar momentos corporais naturalmente. Essa é mais uma história que o site Agência14News trouxe recentemente.

Os pais - a promotora de merchandising Adriana Maia e o marido, que atua com disque reparos, construção e reformas, Luiz Henrique Raymundo - ao perceberem a facilidade em movimentos logo colocaram a menina nas aulas de ginástica rítmica no ginásio municipal.

Foram necessárias somente 4 aulas para compor a equipe da cidade, mas pela idade ainda não pode competir oficialmente em muitas  das competições realizadas em outras cidades.

Nas aulas a professora do projeto municipal disse aos pais que a menina tem talento raro. A mãe gostaria de treino em ginástica olímpica, mas essa modalidade não existe em Botucatu.

Na busca de mais informações a mãe da menina chegou a conversar com o presidente da federação de ginástica do Rio de Janeiro, Bruno Chateaubriand, que assessora atletas como Jade Barbosa e Flávia Saraiva.

Ele também destacou o talento de Yasmin a convidando para treinar, mas a família não tem como se mudar. Uma opção é fazer uma aula nesta semana a 100 km - em Bauru - onde existe ginástica olímpica.

 

EM FAMÍLIA

Além de Yasmin também faz aula a irmã Isabelli de 12 anos. A mãe conta detalhes. “Minhas filhas iniciaram na escolinha de ginástica rítmica no dia 13 de abril de 2017 no ginásio municipal de esportes, um projeto da prefeitura. Com apenas 4 aulas minha filha Yasmin de apenas 6 anos foi convidada para compor a equipe de ginástica rítmica de Botucatu, onde iniciou os treinos no início de maio. Minha filha Isabelli foi convidada também a compor a equipe após 3 meses e meio de escolinha de ginástica rítmica”, disse ao site Agência14News.

“Procurei a ginástica rítmica, pois minhas filhas já demonstravam muito talento, principalmente a Yasmin, pois pela pouca idade fazia muitos movimentos da ginástica sem nunca ter frequentado uma escola de ginástica. Todo vídeo que eu postava dela as pessoas se impressionavam, o que me motivou a procurar inicialmente uma escola de ginástica olímpica, mas como em Botucatu não tem, coloquei elas na ginástica rítmica. E me encantei por esse esporte, é muito lindo e requer muito talento e flexibilidade das meninas. Minhas filhas amam fazer, mas a Yasmin de 7 anos tem paixão pela ginástica olímpica o que me fez procurar o Bruno Chateaubriand para saber a opinião dele sobre a minha filha e ele se impressionou com o talento dela e disse que ela poderá ser uma grande atleta”, contou ao Agência14News em reportagem anterior.

 

ESPECIALISTA DO RJ

O especialista do Rio de Janeiro respondeu à mãe de Yasmin. "Sua filha é um talento. Estou impressionado. Temos que colocá-la urgente em uma escola de ginástica. Queria ela no Rio. Claro que tem chances. Sua filha será uma grande atleta. O que ela faz é incrível".

Agora a família busca algum apoio para que o talento e o sonho da filha tenham espaço para alçar voos que as filhas sonham, tanto Yasmin, aluna do Pacheco e Isabelli, estudante do Cepra, que também tem conseguido medalhas em competições junto a equipe de Botucatu.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news 

(do Agência14News)