EU VI! 23/07/2018 10:01

Vídeo mostra quatis comendo lixo em bairro do setor norte de Botucatu

Quatis em terreno ao lado do bairro.

Vídeo feito por moradores mostra quatis comendo lixo no bairro Jardim Itália, em Botucatu (SP). São vários quatis que apareceram no local, uma situação incomum para a área urbana da cidade.

"Eles vem comer o lixo, porque sentem fome. Infelizmente não pensam neles pra efetuar construções, isso deveria ser também revisto. Antes de desmatar, fornecer estabilidade a eles, muitos morrerão porque muitas pessoas nem sabem o que são, e eles não tem medo de nós. Temos que ter uma tática pra eles não terem acesso a população e não revirar os lixos. É obrigação. Não sei vocês, mas eu fico muito triste de ver que eles tb sentem fome. E estão sem auxilio", escreveu a protetora de animais, Luciana Cruz.

Patricia Shimabuku, ambientalista, alertou para a situação. "Em primeiro lugar, temos que assumir que não existe ocupação e atividade humana que não terá (ão) reflexos negativos no meio ambiente, o desafio é como equacionalizar esse problema. Vários aspectos levam a reflexão e preocupação (como já sinalizado nos post anteriores): (1) A presença de lixo (resíduos sólidos domésticos), lixo que se disponibilizado de forma adequada, a coleta comum recolhe (2) Alimentação de animais silvestres - a primeira vista, é bonitinho e pode ser até um ato de generosidade. Mas, médio - longo prazo causará diversos problemas para a saúde do animal e da população humana e seus animais domésticos - transmissão de doenças, complicações de possíveis mordeduras e acidentes com animais peçonhentos (3) Se essa área verde é institucional ou privada, para verificar a possibilidade de cercamento, (4) análise da região pelas secretarias municipais do verde e de planejamento para compreender os possíveis motivos do aparecimento de animais silvestres".

Ela ainda comenta: "(...) O Inspetor recomenda que nunca tente capturar um animal silvestre, pois poderá ocorrer um acidente causando vítimas. Sendo que o mais correto a fazer, é acionar a GCM pelo 199, e monitorar o animal a distância. Se o cidadão tiver animais domésticos (cães e gatos) na residência, isole e não deixe que tenham contatos com os animais silvestres. Nunca mate um animal, pois irá cometer um crime ambiental. Se morar próximo a uma área verde, matas ou rios, abra o portão e deixe o animal ir embora sozinho. Caso contrário acione a GCM (...)".

"A responsabilidade é compartilhada. Tem a questão da dificuldade/falta de planejamento urbano, a destinação inadequada do lixo, a nossa postura e comportamento com a fauna silvestre (mesmo com as melhores intenções tem as questões de saúde), reconhecimento da importância das áreas verdes! Acredito que vale um diálogo com diversos departamentos", ressaltou.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)