SAÚDE 30/11/2019 12:16

Botucatu registra a média de 30 novos casos de AIDS por ano

Foto: arquivo Agência Brasil.

Até novembro deste ano Botucatu (SP) registrou 31 casos de pessoas que fizeram o teste e descobriram a AIDS. No ano passado todo 32 pessoas também ficaram sabendo ter o vírus HIV.

Apesar do tratamento ter evoluído, a Aids em que a transmissão se dá principalmente pela relação sexual sem preservativo, não tem cura. 

Números da secretaria da saúde municipal indicam os seguintes números de pessoas infectadas por ano:

2015: 34.
2016: 39.
2017: 28.
2018: 32.
2019: 31 (este até novembro).

A Aids é predominante entre os mais jovens, porém os novos casos também têm aumentado entre idosos.

O que preocupa também é a transmissão da Sífilis que a cidade registrou 167 casos até novembro deste ano.

 

CAMPANHA

De 21 de novembro a 12 de dezembro, a Secretaria Municipal de Saúde promoverá mais uma edição da Campanha Fique Sabendo, de iniciativa do Programa Estadual de DST/AIDS do Estado de São Paulo para testagem do HIV e da sífilis. Em Botucatu, as ações serão realizadas através do Programa Municipal DST/AIDS, em parceria com a Organização Social Pirangi.

O Dia Mundial da Luta Contra a AIDS é celebrado em 1º de dezembro, mas o mês inteiro passa a ser dedicado a atividades direcionadas ao enfrentamento do HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST's). A Campanha tem por objetivo estimular a população a realizar o teste de HIV e de sífilis, principalmente quem tem vida sexual ativa, quem nunca realizou o teste de HIV e/ou sífilis na vida e quem pertence aos grupos mais atingidos pela AIDS e pela sífilis.

 

ONDE PROCURAR:

Ao longo da campanha, as 20 unidades de saúde de Botucatu, mais o Espaço Saúde ao lado do SAMU, executarão o teste rápido de HIV e sífilis, e oferecerão suporte, tratamento e acompanhamento. Essa ação já acontece ao longo do ano e será intensificada durante este período. A campanha anual é uma importante ação de intensificação da testagem dessas IST's junto às populações mais expostas ao HIV e à sífilis.

Além das ações nas unidade de saúde, a Campanha também terá ações em locais públicos. No sábado, 30, serão feitos testes rápidos na Praça do Bosque, das 9 horas às 13h30. E no domingo, 24, a ação será no Rio Bonito e domingo, 1º de dezembro, os testes serão no Avenida é Sua.

Mais informações sobre a Campanha Fique Sabendo 2019 no Programa Municipal DST/AIDS. Telefone: (14) 3811-1125.

 

AVARÉ

Parceria com o Governo do Estado de São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde promove de 2 a 6 de dezembro a 12ª Campanha Estadual “Fique Sabendo”. O objetivo é disponibilizar testes rápidos de HIV e sífilis para a população. A testagem é a porta de entrada para ações de prevenção, tratamento e cuidado, ressalta a Coordenadoria do Programa Estadual de DST/AIDS-SP.  Veja abaixo.

 

ESTADO DE SP

A Secretaria de Estado da Saúde está mobilizando, com apoio das Prefeituras de SP, mais de 800 ações extramuros focadas na prevenção ao HIV e à sífilis. A medida faz parte da 12ª edição da campanha Fique Sabendo, que incentiva o diagnóstico e tratamento oportuno das doenças.

Toda a programação foi organizada por meio do Programa Estadual IST/Aids-SP, que neste ano conseguiu um recorde: 99,2% dos municípios do Estado aderiram à campanha, que acontece tanto nos serviços fixos do SUS, como fora dos postos.

As ações extramuros ocorrerão em 229 cidades e podem ser consultadas em: http://www.saude.sp.gov.br/. O planejamento de cada município foi feito conforme a necessidade local, e pode abranger testagens de HIV e sífilis, distribuição de preservativos, atividades focadas na conscientização, entre outros.

“O acesso à testagem e o diagnóstico precoce contribuem para o tratamento em tempo adequado e para a qualidade de vida das pessoas com HIV/Aids. A pessoa que tem o vírus e não sabe pode transmitir involuntariamente, por isso, é fundamental que todos com vida sexual ativa façam o teste”, explica o coordenador do Programa Estadual IST/Aids-SP, Alexandre Gonçalves.  “Apesar da queda da mortalidade entre pessoas que vivem com HIV/Aids ao longo da epidemia, seis pessoas ainda morrem diariamente em SP pela doença”, conclui.

Disponível durante o ano todo nos serviços de saúde, o teste rápido por fluído oral é gratuito, sigiloso e confiável. O resultado sai em aproximadamente 30 minutos, com privacidade e sigilo do paciente garantidos. Eventuais diagnósticos positivos serão direcionados para serviços de referência da rede pública de saúde para que o paciente possa dar início ao tratamento. Informações sobre locais para fazer o teste podem ser obtidas por meio do Disque DST/AIDS: 0800 16 25 50.

“Agradecemos o apoio de todos os municípios que estão engajados nessa missão coletiva, que visa incentivar a prevenção às infecções sexualmente transmissíveis, oferecendo diagnóstico precoce e orientando sobre os tratamentos disponíveis no SUS. Pedimos aos cidadãos que aproveitem essa grande mobilização para protegerem a si mesmos e as pessoas com quem se relacionam ou se relacionarão”, diz o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

 

Adesão recorde

Neste ano, 640 municípios de SP aderiram à Fique Sabendo, ajudando a ampliar o alcance das testagens de HIV e sífilis. “A adesão foi crescendo ao longo de 12 anos e agora chegou a 99,2% dos municípios. Este resultado é fruto do compromisso do estado de São Paulo na luta contra a Aids e na busca da ampliação do diagnóstico precoce de HIV e sífilis”, complementa o coordenador do Programa Estadual IST/Aids.

Em 2019, a campanha foca na importância do diagnóstico precoce destes dois agravos, principalmente entre jovens. A campanha anual é uma importante ação de intensificação da testagem junto às populações mais expostas às doenças.

O período oficial da campanha será de 1 a 7 de dezembro; no entanto, cada município poderá avaliar seu contexto local e estender as ações pelo tempo que considerar adequado. Desde 2017, o mês de dezembro é dedicado a atividades de enfrentamento do HIV/Aids e outras IST.

(Do 14News com assessoria).