MEDICAMENTOS 04/06/2019 22:35

Insulina inalável deve estar disponível no Brasil a partir do segundo semestre

Foto: Divulgação

Já imaginou cheirar insulina, em vez de aplicar injeções?

Alguns diabéticos vão poder fazer isso a partir do segundo semestre.

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, registrou, a insulina inalável Afrezza.

É um medicamento de ação rápida, para ser usado antes das refeições. O objetivo é melhorar o controle glicêmico em pacientes adultos com diabetes tipos 1 e 2. Essa insulina inalável já está em uso nos Estados Unidos, desde 2015.

De acordo com o laboratório responsável, o medicamento deve começar a ser vendido no Brasil até o mês de outubro.

O preço da insulina inalável ainda aguarda definição do órgão responsável, mas, em sites dos Estados Unidos, o preço da caixa varia de US$ 150 a US$1.180, dependendo da quantidade.

Essa nova insulina vem com um inalador que, de acordo com o fabricante, é pequeno, discreto e fácil de usar. A substância passa rapidamente para o pulmão e, de lá, vai direto para a corrente sanguínea.

Os níveis máximos de insulina são alcançados entre 12 e 15 minutos após a administração e começam a reduzir em aproximadamente três horas.

A reportagem procurou a Anvisa para saber se existe algum concorrente da Afrezza no mercado de insulina que ainda esteja aguardando liberação, mas, até o fechamento da reportagem, a agência reguladora não havia respondido.

(com Agência Brasil)