UNIVERSIDADE 13/02/2019 10:43

Unesp suspende vestibular do meio do ano

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária (Cepe) da Unesp decidiu nesta terça-feira (12) transferir o vestibular do meio para o final do ano, promovendo assim uma sincronização do processo de seleção dos ingressantes da Universidade.

Aprovado no órgão colegiado por maioria de votos, a medida já vale para este ano. Assim, o vestibular que seria realizado em meados de 2019 passará a ocorrer conjuntamente com o vestibular de verão, independentemente de o ingresso vir a ser feito em fevereiro ou em agosto. Eram selecionados pelo processo seletivo do meio do ano calouros de nove cursos de graduação de engenharia, localizados nos câmpus de Bauru, Ilha Solteira, Registro, São João da Boa Vista e Sorocaba.

O aprofundamento da reorganização do vestibular faz parte da reforma acadêmica proposta no segundo semestre do ano passado e passa por debates acerca das limitações do modelo de acesso à graduação. No documento divulgado à comunidade unespiana no ano passado, já havia sido listado como uma diretriz de ação estratégica “eliminar ou reformular o oferecimento do vestibular do meio do ano, cujo oferecimento de 360 vagas é muito desproporcional ao vestibular de verão que oferece cerca de 7300 vagas”.

Durante a reunião do Cepe, a pró-reitora de graduação da Unesp, professora Gladis Massini-Cagliari, apresentou aos conselheiros um diagnóstico detalhado do vestibular do meio do ano. Embora o número de vagas representasse apenas 5% da quantidade ofertada no vestibular de verão, a logística e os esforços de operação dos exames do meio e do final do ano eram similares.

“Acreditamos que a medida também está de acordo com os anseios da sociedade, uma vez que o ensino médio e a grande maioria dos cursinhos pré-vestibulares finalizam suas atividades no final de cada ano”, afirma a professora Gladis Massini-Cagliari. “A medida faz parte de um movimento maior de rediscussão do nosso vestibular, por meio do qual estamos concebendo formas alternativas de ingresso na Unesp, como um melhor aproveitamento da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e a busca de talentos entre participantes de olimpíadas estudantis e entre bolsistas de iniciação científica no ensino médio”, diz a pró-reitora de graduação da Unesp.

(com assessoria)