PENITENCIÁRIAS 02/12/2019 21:43

Agentes flagram maconha no lacinho de cabelo e estimulante sexual com visitantes

Foto: Divulgação.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (30/11 e 1/12), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas e medicamento em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN). Em duas ocorrências distintas, havia porções de maconha camufladas em peças de roupas: no lacinho de cabelo e forro da calcinha.

Em outro caso, mulher que visitaria o companheiro preso foi descoberta com 15 comprimidos de estimulante sexual escondidos em seu ânus. Em todos os flagrantes, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência.

Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

 

Penitenciária II ‘Gilmar Monteiro de Souza’ de Balbinos

Uma mulher foi flagrada pelo escâner corporal da Penitenciária II “Gilmar Monteiro de Souza” de Balbinos com maconha escondida no lacinho de cabelo, durante procedimento de revista realizado no domingo, dia 1.  

A funcionária da unidade observou que a visitante estava com um elástico de cabelo no braço e pediu para checar o objeto. Inicialmente, a mulher hesitou em entregá-lo.  

Em seguida, após reforçar a necessidade de realizar a vistoria, a servidora teve acesso ao lacinho e constatou que havia droga escondida sob o pano do acessório.

A mulher foi encaminhada à delegacia de Pirajuí para o registro de um boletim e ocorrência.  

 

Penitenciária I ‘Dr. Walter Faria Pereira de Queiróz’ de Pirajuí

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária I “Dr. Walter Faria Pereira de Queiróz” de Pirajuí com porções de maconha escondidas no forro da calcinha.

O flagrante se deu por volta das 11h de sábado, dia 30, durante procedimento de revista pelo escâner corporal.  

Inicialmente, a visitante negou qualquer irregularidade e justificou a imagem suspeita dizendo que seria o absorvente que ela usava.

No entanto, ao ser conduzida até o banheiro, ela passou por nova revista e a agente de segurança constatou que, de fato, tratava-se de entorpecente camuflado na peça íntima.

Em seguida, a mulher foi levada à delegacia da cidade para o registro de um boletim de ocorrência.

 

Penitenciária de Ribeirão Preto  

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Ribeirão Preto com uma porção de maconha escondida em sua vagina.

O flagrante se deu por volta das 9h30 de domingo, dia 1, durante procedimento de revista pelo escâner corporal.  

Após ter sido descoberta, a visitante foi levada até uma sala reservada, onde, na presença de agente feminina, retirou de sua genitália a droga que entregaria ao companheiro preso.  

A mulher foi conduzida ao Plantão Policial da cidade para o registro de um boletim de ocorrência.

 

Penitenciária de Taquarituba

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Taquarituba com 15 comprimidos de estimulante sexual escondidos em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal.  

O flagrante ocorreu por volta das 8h50 de sábado, dia 30. Inicialmente, a visitante negou qualquer irregularidade.

Porém, ao ser indagada novamente, confessou que havia medicamento em seu corpo e que pretendia entregá-lo ao companheiro preso.

A mulher foi encaminhada à delegacia da cidade para o registro de um boletim de ocorrência.

Em todos os casos registrados, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas e comprimidos.  

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.

(com assessoria).