SEGURANÇA 01/02/2019 15:13

Botucatu fechou 2018 com menor número de roubo e furtos da história

Foto: Divulgação

As Forças de Segurança de Botucatu, Polícias Civil e Militar e a Guarda Civil Municipal, divulgaram seus relatórios de atividades realizadas ao longo do ano de 2018. Entre os destaques, estão os menores números de roubos, furtos e roubos e/ou furtos de veículos da história do Município, segundo o Sistema Estadual de Coleta de Estatísticas Criminais, da Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo.

Levando-se em conta os três últimos anos e somando a atuação das três instituições, foram registrados 74 roubos em 2016, 60 em 2017 e 44 ocorrências em 2018. Nos furtos, em 2016 foram 1356, 1129 em 2017 e 1003 furtos em 2018.

Em 2016 foram registrados 46 furtos ou roubos de veículos. Em 2017, foram 35 e em 2018 o número caiu para 29.

"Continuamos em um ótimo ritmo de diminuição de roubos e furtos em nossa Cidade e que neste ano nos deu o melhor resultado desde 2001, quando o Estado começou a fazer essa estatística. Estes, com certeza, são índices que tornam a Cidade menos perigosa e que também nos mostram que o trabalho das Forças de Segurança no Município é muito eficiente", afirma o Prefeito Pardini.

Outro número que demonstra o maior trabalho das Forças de Segurança no Município é o de flagrantes de tráfico de entorpecentes. Ao todo foram apreendidas 6 toneladas de drogas em 205 ações de apreensão. Em 2016 o número foi de 174 e em 2017, 169.

O número de homicídios se manteve na média registrada nos últimos anos, com 4 casos registrados em 2018.

GCM realizou mais de 50 mil ações em 2018

A Guarda Civil Municipal de Botucatu realizou 53.213 ações, entre preventivas, policiais, administrativas e ambientais, durante o ano de 2018. Ao todo foram 16.303 pontos de estacionamento em áreas pertencentes à Prefeitura, 8.079 estacionamentos em escolas e rondas, 3.675 patrulhamentos comunitários, 1.881 mediações de conflito e 1.825 atendimentos de perturbação de sossego público.

A Guarda também atuou intensivamente na prisão de criminosos. Foram 217 pessoas detidas e 161 condenados capturados.

"A ótima relação que temos com a Polícia Militar e a Polícia Civil faz com que a segurança exercida pelas Forças em conjunto sirva de exemplo para outros municípios. Além disso, os diversos cursos de requalificação dos nossos Guardas nos permite prestar um serviço de excelência à população", finaliza Marcelo Emílio de Oliveira, Secretário de Segurança.

(com assessoria)