GUARDA MUNICIPAL 30/07/2018 07:30

Homem é preso acusado de manter relação sexual com menina de 13 anos

Foto: Arquivo/Agência14News

A Guarda Civil Municipal atendeu um caso de estupro de vulnerável no domingo (30), crime praticado contra uma menor de 13 anos, em Botucatu (SP).

Um suspeito de 35 anos foi preso, segundo a GCM, depois de uma denúncia anônima dando conta que esse caso estava ocorrendo há um tempo na região do Jardim Brasil.

Os guardas foram ao endereço onde encontraram uma casa com um lençol cobrindo a janela de um quarto.

Ao olhar pela janela a equipe da GCM viu o homem e a menor de 13 anos na cama e nus.

Depois de oferecer certa resistência, o homem foi detido e terminou preso.

A menor disse aos GCMs que já há algum tempo conhece o suspeito e vinha mantendo relações com ele.

O homem tentou desmentir o caso, mas acabou preso porque foi encontrado sem roupa com ela e a menor ainda tinha marcas pelo corpo que indicavam relação sexual.

A mãe da menor e o conselho tutelar foram chamados e a menina passou por exame de corpo de delito.

 

Nota da GCM - Na noite de ontem (29) por volta das 22h30 horas a Guarda Civil Municipal recebeu um chamado onde segundo informações estava ocorrendo uma suposta violência sexual contra uma menor de idase no Bairro Jd. Peabiru.O Inspetor Paes e o gcm Batista,  ao chegarem pelo local, perceberem por uma janela sem vidros vozes de duas pessoas, uma das vozes paracendo ser de criança.

O local estava todo apagado, sem iluminação, pela janela, ao clarear o local com uma lanterna, foi visto um casal sem as vestes em uma cama de solteiro, e de pronto foi solicitado para que abrissem a porta, depois de muita insistência,  o suspeito abril a porta, ao ser indagada a adolecente informou que tinha entre 11 e 13 anos não sabendo precisar a idade certa.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao suspeito de 35 anos de idade, foi acionado o Conselho Tutelar que auxiliou na localização da residência da vítima, onde foi confirmado a idade da adolecente de 13 anos. A adolecente relatou aos gcms que havia mantido relação sexual com o indivíduo desde às 15 horas,. Em contato com familiares da vítima,  elas informaram que o elemento é conhecido da família e que a mesma possui deficiência intelectual. Já o indivíduo alegou que ela o havia procurado, sendo assim, as partes foram conduzidas até o plantão policial onde a autoridade policial Dr Geraldo Franco tomou ciência dos fatos ratificando a voz de prisão por estupro de vulnerável, sendo o elemento encaminhado à cadeia pública ficando a disposição da justiça.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(com Rádio Municipalista)