VILA MARIANA 07/09/2019 17:00

Jovem é morta dentro de casa e o marido é preso após se entregar à polícia, em Botucatu

A Polícia Militar atendeu o caso em Botucatu.

Uma jovem de 28 anos foi morta na tarde deste sábado (7), na Rua Antonio Corvino, na Vila Mariana, em Botucatu.

Segundo as informações da polícia, o marido matou a jovem por esganadura dentro de imóvel onde os dois viviam.

A jovem Aline Aparecida da Silva trabalhava em um supermercado que fica na mesma região da cidade.

O delegado Mauro Sérgio dos Santos explica que o marido da vítima disse que um dos filhos estava na casa e viu o início da agressão e depois foi para a sala. O SAMU cheogu a ser acionado e tentou reanimar a jovem, que morreu no local.

O marido disse à polícia que levou o filho de 3 anos para a casa da sogra e disse que tinha feito uma grande besteira. Depois fugiu.

Segundo a Polícia Civil, o marido em seguida ligou para a polícia avisando que tinha assassinado a esposa e que iria se entregar. A Polícia Militar o deteve na cidade de Itatinga e o caso foi apresentado no plantão policial de Botucatu, onde ocorreu o flagrante.

Pessoas que estiveram no local relatam que a jovem tinha três filhos, e um deles de 3 anos, presenciou o assassinato cometido por motivo de ciúmes.

A moça era de uma igreja evangélica na cidade.

O velório será em Itatinga e o sepultamento neste domingo (8), às 15h00, no Cemitério de Itatinga.

Segundo a polícia, o autor disse trabalha na Embraer e chegou mais cedo do emprego e viu a esposa conversando com um homem, o que gerou ciúmes por parte dele. Ele não tinha passagem policial anterior.

O casal foi para dentro da residência e começou a discutir, tendo como desfecho foi a morte da vítima por estrangulamento, utilizando o autor para a prática do crime as próprias mãos e depois um instrumento conhecido como  "enforca-gato" - tipo de presília de plástico para fechar embalagens.

 

(do 14News)

 

LEIA MAIS: Menina de 13 anos é estuprada em construção.