ESTRADAS 05/11/2018 23:59

Jovem que sobreviveu a acidente durante racha fala sobre o caso

Priscila que sobreviveu ao acidente. (Arquivo pessoal).

Priscila Girardi, de 35 anos, que sobreviveu ao acidente quando carros que tiravam racha bateram no veículo que ela estava, no final de semana, falou com o site Agência14News nesta segunda-feira (05). No acidente, o pai do seu namorado, o caminhoneiro Gomercino de Jesus, de 57 anos, morreu na hora.

"Fui conhecer a família do meu namorado, porque sou de Pratânia e fomos até São Manuel a um churrasco de família. Fui por volta das 9 da noite porque saiu do supermercado onde trabalho às 8h e era 1h30 da madrugada quando a gente estava voltando embora, indo pela subida da (Vila) Conquista. Eu estava dormindo no banco de trás e o meu sogro dirigindo. E o meu namorado na frente com o meu sogro. Quando acordei já tinha batido. Acordei com o solavanco do carro. Tinha muita dor na perna e a porta abriu; o meu namorado caiu para fora do carro. E o meu sogro com o impacto quebrou o pescoço e as duas pernas. E a gente na hora não percebeu que ele estava sem vida e até tentamos levantá-lo para sair do carro", contou Priscila.

Ela diz que na hora foi muito desesperador. "A gente estava muito em choque. O Mateus que é meu namorado machucou muito a boca porque ele caiu fora do carro. A gente estava sem cinto e eu.. o impacto foi no banco. Eu mordi a língua, machuquei as pernas e teve um solavanco no pescoço, mas está tudo muito nublado na mente, porque o choque foi muito grande. Depois que desci do carro bastante gente foi parando de carro para ver o que tinha acontecido. Vi o outro moço (do racha) que estava no carro, ele não saiu do carro e as outras pessoas que estavam com ele vieram dizer que tinham chamado socorro, mas eles estavam tirando racha; estavam em três carros. Ele (motorista causador) fugiu em um carro que não tinha batido. Nós fomos socorridos. O Mateus teve que fazer uma radiografia e eu fui liberada logo", citou Priscila.

BEBIDA
"Na hora uma moça veio até a gente dizendo que tinha chamado socorro e não deixaria a gente ali. O Mateus tinha perdido o celular, por isso depois voltamos ao local e achamos aqueles "Corotes" (coquetel de vodka) no local. Então parece que estavam em Pratânia onde a gente mora e voltavam para São Manuel, de onde são".

"O TRAUMA VAI DEMORAR A PASSAR"
"Parece que o menino (do racha) não tinha carta. A Polícia já tinha recebido denúncia de racha e conferiu com os dados do carro. Ele se evadiu e vai se apresentar amanhã (terça-feira) com advogado. Vai demorar um pouco para passar, nunca tinha passado por isso. Não é tanto pelo machucado exterior, mas de pensar que se não estivessem bêbados poderia até ter um estrago no carro mas meu sogro estaria aqui, agora. Depois a gente começa a pensar em tudo o que aconteceu. Mas o rapaz que causou isso o pai dele disse que está sumido desde sábado à noite. A justiça é meio lenta e falha, mas uma hora a vida cobra tudo aquilo que a gente faz. O trauma vai demorar a passar. Eu fui conhecer a família e eu mal conheci ele, que me disse oi e me disse tchau. Eu já não tenho sogra porque ela já é falecida e desde que o Mateus tinha 12 anos ela faleceu, e agora ele perdeu o pai. É muito triste. Vamos aguardar o que a justiça vai estar reservando para ele", finalizou.

SOBRE O ACIDENTE

Um motorista de 57 anos morreu na madrugada deste domingo (4) na Vicinal Tharcilio Baroni, em São Manuel (SP) depois de encontrar na pista com outros dois veículos que disputavam racha.

O caso aconteceu por volta das 2h20 da madrugada, no Bairro Helio Aguiar, quando o carro Gol CL bege de Gomercindo de Jesus seguia pela vicinal e segundo a Polícia Militar encontrou com outros dois disputando racha. Um dos carros dessa "corrida" estava na contramão e bateu de frente com o automóvel de Gomercindo, que morreu no local.

No carro da vítima que morava no bairro Parque Recreio estavam mais duas pessoas: um jovem de 23 anos morador do sítio Coqueiros e uma mulher de 35 anos do Jardim Planalto, ambos que foram socorridos pelo serviço de ambulância em estado leve. 

Na sequência do acidente, um dos veículos que disputava racha e não se envolveu na batida voltou ao local do acidente, resgatou o motorista do Gol 1.0 cinza, de São Manuel, que estava nessa corrida, e fugiu em seguida, abandonando as vítimas e o carro destruído.

O motorista que fugiu levando o outro consigo não foi localizado, mas a polícia está levantando os dados da propriedade do carro abandonado e que foi apreendido para chegar aos envolvidos no racha.

 
Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news