ANHEMBI 08/11/2017 22:21

Bandidos que mataram homem de 69 anos sofreram acidente durante a fuga, apura Polícia Civil

Carro usado pelos bandidos. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil identificou nesta quarta-feira (08), três suspeitos de terem matado um homem de 69 anos e depois terem abandonado o corpo parcialmente degolado às margens da Rodovia Samuel de Castro Neves (SP 147), na região de Anhembi (SP)

A elucidação do crime ocorreu horas após o corpo de Alicio Leme ter sido localizado durante a madrugada desta quarta-feira (08). 

Segundo apuração da polícia, o Alicio era morador de Anhembi e foi morto por três bandidos depois de roubarem o seu carro e seu celular.

O corpo foi abandonado na beira da rodovia e na fuga, os suspeitos teriam sofrido acidente. O carro caiu em um barranco e entrou em um matagal próximo ao bairro Pau D´Alho.

Eles pediram ajuda para uma pessoa que, sem saber se tratar de bandidos, os socorreu até a região de Piracicaba. A polícia chegou a mapear a rota dos bandidos até chegar à casa de um deles, e soube que realmente tinham se acidentado.

Os suspeitos são um adolescente de 17 anos natural de São Manuel e outro de 21 anos que nasceu em Botucatu, ambos moradores de Anhembi e um terceiro de 24 anos que mora em Piracicaba.

Segundo o delegado Geraldo Franco Pires, na apuração do caso a polícia identificou a vítima e depois chegou aos suspeitos, que a princípio não foram localizados, mas  a investigação continua para desconbrir a motivação e como o crime ocorreu.

O delegado Seccional Antonio Soares da Costa Neto também comentou o caso. "Na qualidade de chefe da Polícia Civil de Botucatu e região sinto-me mais uma vez orgulhoso de comandar essa equipe, que apesar das dificuldades enfrentadas continuamos a dar a sociedade uma resposta rápida aos crimes que não puderam ser evitados. Recentemente tivemos essas explosões de caixas eletrônicos em Pardinho; também furtos dos bancos em Rubião Jr e na Major Matheus;  todos já esclarecidos; cujas identificações por motivos óbvios não podemos ainda expor.  Tivemos também, depois de nove anos na nossa região, um latrocínio, matar para roubar; e em menos de 24 horas a DIG veio a esclarecer e identificar os autores que serão presos brevemente, a exemplo da quadrilha que praticou furtos nos bancos de Rubião e da Major Matheus.  Da minha parte me resta parabenizar a DIG nas pessoas do Dr. Celso e Dr. Geraldo  e dos investigadores daquela delegacia especializada pelo empenho e dedicação demonstrados, pois esses policiais honram a instituição a que pertencem", comentou.

Além dos delegados da DIG o trabalho foi feito pelos policiais Marcos e Fernando da mesma delegacia especializada.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)