TELEFONE 10/08/2018 14:12

'Pai, fui assaltada', diz voz feminina tentando aplicar golpe em Botucatu

Ligação foi feita para número de Botucatu.

"Pai, fui assaltada", dizia uma voz feminina que ligou em um dos telefones do site Agência14News, em Botucatu (SP), às 14h17 desta sexta-feira (10).

Chorando, a mulher com voz de jovem ou adolescente, continua insistindo que foi assaltada e repete a mesma frase diversas vezes: "Pai, fui assaltada".

Do outro lado da linha um integrante da equipe do site questiona quem está falando. A moça continua: "Sou eu, pai. Sua filha, fui assaltada", com voz de choro e desespero.

Novamente a jovem é perguntada, mas qual o seu nome? A mulher ainda chuta um nome na hora de responder: "A Ana". Ao ser avisada que se trata de um engano no telefone que ela discou, a mulher desliga.

Esse tipo de golpe é muito comum no Brasil. Geralmente a pessoa que atende o telefone fica desesperada, acredita que esteja falando com algum parente e transfere dinheiro na conta de marginais. Depois, quem atendeu o tefone descobre que está tudo bem com o familiar e que perdeu o dinheiro no golpe do falso sequestro.

Em caso de dúvida a pessoa deve ligar para a Polícia no 190 (Militar), 199 (Guarda Municipal) e 197 (Polícia Civil). O mais indicado nesse tipo de situação é desligar o telefone e ligar para o familiar para confirmar que está tudo bem, sem transferir qualquer valor.

Nesse caso específico, a mulher iria passar uma conta de alguém que diria que está a ajudando e o golpe estaria concretizado assim que uma transferência bancária fosse efetuada.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)