VILA REAL 30/08/2019 07:52

Réu é condenado a 22 anos de prisão por assassinato com 16 tiros

Local do homicídio.

Wanderley de Souza Pereira foi condenado a 22 anos, 4 meses e 22 dias de reclusão por homicídio duplamente qualificado pela morte de Marcos Pinto, conhecido como Quitão, no dia 25 de outubro de 2013, em uma casa na Rua Regente Feijó, na Vila Real, em Botucatu.

No júri realizado em Botucatu optou-se pelas qualificadoras por meio torpe (em razão de rixa entre as familias), e por recurso que impossibilitou a defesa vítima. 

O júri foi realizado durante todo o dia, nesta quinta-feira (29), no Fórum de Botucatu e terminou perto das 21 horas. 

Em 2015 outro envolvido no crime, Fabiano Souza Silva, o Paraíba, foi julgado e condenado a 17 anos de reclusão. 

A elucidação se deu após trabalho da Polícia Civil de Botucatu. A vítima foi morta com 16 tiros onde foram disparados na casa mais de 25 disparos.

 

(do Agência14News)