ASSASSINATO 31/07/2019 20:30

Segundo a polícia, homem preso havia matado colega após ganhar faca de raspadinha em bar

Perícia analisando parte plástica que existia na faca usada no crime.

A Polícia de Botucatu apurou que um homem de 54 anos é o acusado de matar o colega, de 28 anos, na madrugada desta quarta-feira (31).

E ainda descobriu que ele ganhou a faca usada no crime em uma raspadinha que custou R$ 1,00 em um bar, onde foi com a vítima, no distrito de Rubião Jr.

Depois de ganhá-lo, usou o objeto para cometer o crime, assim que ambos saíram do bar, provavelmente embriagados.

Consta no boletim de ocorrência que logo após o corpo de Adilson da Silva Rodrigues, conhecido como Ceará, ser localizado perto da Rua Raimundo Putti, ao lado da linha férrea, equipes das polícias Civil e Militar começaram a receber informações e um dos suspeitos seria um homem de 54 anos que mora próximo ao local onde o corpo foi encontrado.

Ali perto fica uma base da PM e a divisa com o campus da Unesp de Rubião Jr.

A PM havia encontrado o homem caído em cima de um canivete, bem como a bainha que é compatível com a mesma arma branca; além de um boné ao lado do corpo, que estava sem a mão direita, pois a mesma foi consumida por cães que passaram pelo local.

Depois de constatar o ferimento no pescoço, o que deu causa à morte do homem, a Polícia Civil localizou uma proteção da lâmina da faca - material de plástico - que foi retirado do ferimento para perícia.

Pessoas do bairro informaram que a vítima e o suspeito teriam se envolvido em uma briga e viviam pelas ruas, sem emprego, bebendo nos bares de Rubião.

A polícia chegou até a casa do acusado de 54 anos, onde o encontraram vestindo uma calça com manchas de sangue. No imóvel, as equipes ainda acharam uma camisa com as mesmas marcas.

Os investigadores apuraram que o suspeito esteve com a vítima em um bar de Rubião Jr, onde foi sorteada a faca

Diz ainda a polícia, que o suspeito foi desmentido quando contou ter se separado da vítima no bar, pois uma testemunha contou que eles saíram juntos dali, após consumirem considerável quantidade de bebidas alcoólicas.

A polícia não achou a arma do crime e sobre isso o suspeito alega que havia presenteado a vítima com essa mesma faca, mas essa informação foi contestada, pois a mesma testemunha ouvida diz que o ganhador saiu com ela nas costas e na altura da cintura.

Assim, ao ser conduzido pela equipe da PM e da DIG - Delegacia de Investigações Gerais ao Segundo Distrito de Polícia da Vila dos Lavradores, o delegado Marcos Mores considerando as imediatas providências tomadas após o crime, realizou a prisão em flagrante pelo crime de homicídio doloso e qualificado pelo motivo fútil.

O suspeito continuou negando o crime. Não houve, ao que se sabe até agora, testemunha ocular do assassinato.

A polícia aguarda os laudos com os resultados dos materiais usados, como a calça manchada de sangue para chegar a provas periciais.

(do Agência14News)

VEJA MAIS:

- Homem de 28 anos é encontrado morto a golpes de faca ao lado de linha de trem em Botucatu.

- Plantão: Polícia registra furto em banco e caso de homem esfaqueado.