1800 PONTOS 11/06/2018 09:15

SAAE inicia dedetização na rede de esgoto de Barra Bonita

Foto: Divulgação

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto [SAAE] de Barra Bonita iniciou mais uma operação de dedetização nos mais de 1.800 pontos de entrada para a rede de esgoto do município, incluindo também bueiros e poços de visita. A dedetização estava prevista para o final de maio, mas a falta de combustível gerada pela greve dos caminhoneiros prejudicou a entrega dos produtos químicos necessários à operação, que são fornecidos por uma empresa de Sumaré.

De acordo com Tiago Santos de Jesus, químico do SAAE, a operação deverá durar 30 dias e começar pelos bairros mais altos da cidade, como os Sonhos Nossos, e descer até o Centro. Em seguida, uma nova etapa é iniciada na Vila Habitacional e encerrada no Jardim das Orquídeas. “É preciso abrir cada bueiro, dosar a quantidade de veneno aplicado em cada ponto e garantir que a nebulização chegue em todos os encanamentos da rede”, diz o químico.

A população deve se preparar. “Os insetos notam a presença do veneno e procuram uma saída, o que pode ocasionar o aparecimento de baratas nas residências”, diz Tiago. “Por isso vedar bem todos os ralos de banheiro e todas as saídas de esgoto é uma prevenção importante”.

Embora o produto químico que será utilizado pelo SAAE tenha ficado em evidência recentemente – devido sua utilização no combate aos escorpiões –, já é um velho conhecido da autarquia e aplicado há bastante tempo. Ele é capaz de eliminar insetos que habitam a rede de esgoto, inclusive os escorpiões, que são os mais resistentes, mas elimina desde baratas e carrapatos até ratos. 

“O veneno se espalha até os ramais das residências. É bem eficiente”, afirma Tiago. “Os escorpiões geralmente ficam nos ramais das casas e nas caixas de gordura, dificilmente se concentram na rede do SAAE. Mas aqueles que estiverem na área de aplicação do veneno serão eliminados”. A aplicação garante proteção por até seis meses e a autarquia já possui contrato com a empresa de Sumaré para mais uma aplicação, que deverá ocorrer em meados de novembro.

O produto químico não é agressivo para seres humanos e o SAAE faz um controle fotográfico das quantidades de veneno utilizadas, seguindo as recomendações do fabricante, do Ministério da Saúde e da Vigilância Sanitária.

Em 2017, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto promoveu duas dedetizações em toda a sua rede. A última ocorreu em dezembro.

 
Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(com Assessoria de Imprensa)