NOTA 05/07/2019 08:57

Vacina contra tuberculose está em falta na rede de saúde de Marília

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informou que a vacina BCG (Bacilo Calmette-Guérin), indicada a crianças com até dois anos para proteção contra tuberculose, pode faltar em algumas unidades de saúde. A distribuição das doses aos municípios é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde.

O município desconhece as causas do desabastecimento ou abastecimento em quantidade menor que a habitual. Conforme a responsável pelo Programa Municipal de Imunização, enfermeira Renata Rodrigues Plácido, não foi informada previsão para a normalização.

Os pais e responsáveis por bebês de até dois anos, que ainda não receberam a vacina BCG, podem procurar qualquer unidade de saúde da rede, caso não encontre na USF (Unidade Saúde da Família) ou UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de casa.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3434-1787, na Sala de Vacina Central. O usuário também pode acessar o endereço eletrônico simplificado www.bit.ly/saudemarilia para conferir a localização das unidades do município.

100% DE COBERTURA

Em maio do ano passado, conforme publicado pela Prefeitura de Marília, a cidade atingiu o índice de cobertura de 100% na aplicação da vacina BCG em 2017. Foram imunizadas 2.951 crianças naquele ano.

A BCG é famosa pelo surgimento, após sua aplicação, de uma pequena lesão que inicialmente, apresenta-se como uma mancha arroxeada e dá origem a uma pápula, que é uma elevação sólida da pele.

Após cerca de um mês, a pápula regride e gera uma úlcera, que origina uma cicatriz (observe o seu braço direito). Marília tem registrado altos índices de cobertura nas vacinas previstas no calendário. A maior parte é indicada entre o nascimento até os 15 meses, porém, ao longo de toda a vida as pessoas necessitam de imunização contra doenças.

(com assessoria)